Prisma Literário: Últimos Filmes Assistidos #55

Últimos Filmes Assistidos #55

Olá pessoas.
Como estão?
Julho é o mês de férias para muitos, então por que não aproveitar com alguns longas? Como sempre, estão diversificados. Aproveitem as dicas.


Sinopse: O drama apresenta a história real da pintora Margaret Keane (Amy Adams), uma das artistas mais comercialmente rentáveis dos anos 1950 graças aos seus retratos de crianças com olhos grandes e assustadores. Defensora das causas feministas, ela teve que lutar contra o próprio marido no tribunal, já que o também pintor Walter Keane (Christoph Waltz) afirmava ser o verdadeiro autor de suas obras.

Me pergunto como ainda não havia assistido Grandes Olhos antes e principalmente como nunca havia ouvido falar de Margaret Keane. Sabe um filme que tem o poder de te prender não somente por retratar um assunto social que tanto te interessa mas também por todo o conjunto (atuação, fotografia, roteiro, figurino)? Pois é. Esse foi o poder que Grandes Olhos teve para mim. Descobri super por acaso o longa e hoje é um dos que mais recomendo.
PS: Não preciso nem falar que surtei de alegria com a Lana Del Rey sendo parte da trilha sonora.



Sinopse: Rosa (Maria Ribeiro), 38 anos, é uma mulher que se encontra em uma fase peculiar de sua vida, marcada por conflitos pessoais e geracionais: ao mesmo tempo em que precisa desenvolver sua habilidade como mãe de suas filhas, manter seus sonhos, seus objetivos profissionais e enfrentar as dificuldades do casamento, Rosa também continua sendo filha de sua mãe, Clarice (Clarisse Abujamra), com quem possui uma relação cheia de conflitos.

Como Nosso Pais se tornou para mim um dos melhores filmes que vi no cinema. Ainda não havia visto nada da diretora e sempre quis ver Bicho de Sete Cabeças. É retratado de forma absurdamente real como a mulher é vista no século 21, sua rotina, suas obrigações e responsabilidades. Adorei ver o conflito de mãe-filha retratado aqui, pois é algo muto real que presencio nos dias de hoje. Rosa é uma mulher comum que conseguirá te conquistar e provavelmente muuuuuuitas mulheres irão se identificar com a personagem. Um filme que merece  deve ser assistido.
Sinopse: Após a filha de Jimmy Marcus (Sean Penn) ser encontrada morta, Sean Devine (Kevin Bacon), seu amigo de infância, é encarregado de investigar o caso. As investigações de Sean o fazem reencontrar um mundo de violência e dor, que ele acreditava ter deixado para trás, além de colocá-lo em rota de colisão com o próprio Jimmy, que deseja resolver o crime de forma brutal. Há ainda Dave Boyle (Tim Robbins), que guarda um segredo do passado que nem mesmo sua esposa conhece. A caçada ao assassino faz com que o trio tenha que reencontrar fatos marcantes do passado, os quais eles preferiam que ficassem esquecidos para sempre.
Foi um filme que custou um pouco a me prender. Quando consegui me envolver com a trama, percebi como era um enredo inteligente e instigante. Gosto muito de filmes que cutucam o passado sombrio do personagem, e aqui isso não falta. Para fãs de suspense, essa é uma bela dica.




Sinopse: Em Londres Carol Ledoux (Catherine Deneuve) é uma bela mulher que é sexualmente reprimida e vive com sua irmã mais velha. Ela constantemente resiste aos assédios do seu namorado e também desaprova o amante da irmã. Quando esta viaja com ele em férias, Carol fica sozinha no apartamento e se afunda em uma profunda depressão, passando a ter várias alucinações.

Sabe aquele filme perturbador que por vezes chega a te deixar incomodada? Esse é o papel de Repulsa ao Sexo. Um filme absurdamente pesado, com cenas marcantes e é impossível não torcer para que a protagonista consiga superar seus fantasmas, porém, logo aviso que não é um filme de superação, muito pelo contrário, é o tipo de longa que tem a intenção de incomodar o telespectador. O final consegue ser inesperado e chocante.
Sinopse: Recentemente os Creeds se mudaram para uma nova casa nos arredores de Chicago. A casa é perfeita, exceto por duas coisas: os reboques, que vivem fazendo barulho na estrada, e o misterioso cemitério no bosque atrás da casa. Os vizinhos dos Creeds estão relutantes em falar sobre o cemitério e eles tem um bom motivo para tal comportamento. Gradativamente o casal toma conhecimento da verdade e ficam chocados ao saberem do perigo que seus filhos correm. Quando o gato da família morre atropelado, eles o enterram em um cemitério índio que tem o poder de ressuscitar o que for deixado naquele terreno, mas as conseqüências são inimagináveis.

Tive a oportunidade de ver o filme em um noitão especial Stephen King. Não é um terror convencional, na verdade, passa até a impressão de terror besteirol por conta dos efeitos da época. Confesso que esperava bem mais, porém, é um filem marcante.

Um comentário:

  1. Oi
    Eu tenho mutia vontade de ver grandes olhos, agora mais ainda depois do que falou sobre o longa. Me interessei por Como os nossos pais. Parece bacana.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo