Prisma Literário: Resenha: Yaqui Delgado Quer Quebrar a Sua Cara - Meg Medina

Resenha: Yaqui Delgado Quer Quebrar a Sua Cara - Meg Medina

Sinopse: Uma garota surge de repente no caminho da adolescente Piddy Sanchez para avisá-la de que Yaqui Delgado vai acabar com ela. Piddy acabou de mudar de escola e nem faz ideia de quem seja Yaqui, muito menos do que pode ter feito de tão errado para apanhar. Mas Yaqui sabe quem ela é, e a odeia. Piddy Sanchez não tem descanso. Ser filha de uma imigrante cubana nos Estados Unidos e crescer sem pai já era bem difícil sem ter alguém a odiando. No ensino médio da nova escola, seu corpo atraente desperta tanto os olhares dos meninos quanto o da esquentada Yaqui, que começa atacando a novata com ameaças cruéis, mas demonstra ser capaz de muito mais que isso, tornando a vida de Piddy um verdadeiro inferno dominado pelo medo. Denunciar Yaqui não é uma opção. Fugir não adianta. O importante agora é sobreviver. O romance explora a questão do bullying nas escolas e fala de violência doméstica, assuntos que vêm sendo cada vez mais discutidos atualmente, por afetar muitas crianças e adolescentes.




Piddy Sanchez acaba de se mudar com a mãe para uma nova casa, e consequentemente, para uma nova escola em pleno ensino médio, algo que a maioria das pessoas não desejam, e Piddy não seria diferente. Logo no incio da trama, uma garota da escola diz a Piddy que Yaqui Delgado quer quebrar a cara dela, o que a deixa confusa pois não tem a menor ideia do porquê. Piddy nem ao menos conhece Yaqui e logo percebe que isso não é uma simples ameaça quando a situação começa a ficar cada vez pior.

Piddy sente que não tem para onde correr, se esconder ou a quem recorrer, sabe que se denunciar, poderá correr um risco ainda maior e que sua mãe - com uma personalidade resistente - não entenderia. Logo os xingamentos ficam mais profundos e Piddy começa a entender que tema  ver com seu corpo, que está se formando e ganhando cuvas, o que provoca as meninas e atrai os olhares masculinos.

Sempre tive uma expectativa gigante com qualquer livro que retrate o assunto bullying, então fui a fundo nessa leitura e o que posso dizer é que essa é o tipo de leitura obrigatória. Como não amar um livro que aborda de forma tão real a competitividade e rivalidade feminina? Que te faz refletir do porquê ainda nos dias de hoje, mulheres são odiadas apenas por ter um corpo bonito? E o melhor é que o livro consegue abordar ainda muitas outras questões.

Apesar de ser um livro voltado ao público jovem-adulto, acredito que pode vir a agradar outras idades, pois há muito o que aprender com o enredo desse livro. É uma narrativa forte, em primeira pessoa, com uma protagonista casca dura, marcante e que com certeza conseguirá te cativar e te fazer sentir uma empatia gigante. Um livro que te faz pensar em milhares de questionamentos, não poeria ser menos que brilhante, e é isso que a obra Yaqui Delgado Quer Quebrar Sua Cara te provoca.

Apesar de eu já ter lido muitos livros sobre bullying, não me lembro se conhecia um que retratava o ódio pela figurina feminina, vindo de outras mulheres, e que fosse mostrado de forma tão crua e real as consequências disso. Claro que não se trata somente de rivalidade feminina, há diversos fatores que podemos analisar durante a narrativa, mas confesso que esse foi o que mais me marcou, já que sou mulher e vejo isso tão presente ao meu redor. O porquê somos influenciados desde cedo a falar mal de outras mulheres? Ou a competir pela atenção masculina? Por que não começamos a partir de agora a mostrar o quanto podemos ser poderosas quando unidas?

A obra conseguiu me emocionar a cada capitulo mais, principalmente quando notamos o quanto Piddy está sozinha nessa situação, e o quanto estar na pele dela é difícil. E apesar de quase ter derrubado lágrimas em alguns momentos, também me provou sorrisos em relação a evolução da relação familiar que notamos mais para o final da trama. Com personagens cativantes e uma história que te incomoda por te fazer pensar, essa é uma leitura de utilidade pública.

8 comentários:

  1. Oi
    Eu gostei muito desse livro porque gosto dessas temáticas adolescentes, mas queria que a autora tivesse desenvolvido melhor os personagens secundários. Fiquei bem curiosa quanto ao rumo que alguns levaram.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Confesso que, no que se refere ao bullying, eu só li um livro, chamado Perseguição. Ele foi obrigatório na minha época do colégio e eu gostei bastante de ter esse olhar sobre o que ocorre com outras pessoas. Eu mesma já sofri bullying, mas é diferente quando olhamos "de fora". No entanto, esse que eu li não trabalhava a rivalidade feminina. Fiquei curiosa para saber que fim a autora deu para ambas as personagens... :)

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente, o tema bullying já me cansou um pouco. Li muitos livros que o abordam e, apesar de achar todos importantes e valiosos, não pretendo ler mais. Acho que sou muito sortuda porque tenho muitas amigas, a maior parte de infância, e nunca passei por isso de rivalidade feminina, sempre na minha vida prevaleceu a união entre as mulheres, mas sei que não é a regra.

    ResponderExcluir
  4. O bullying, quanto tratado nos livros, sempre traz histórias emocionantes e impactados porque sabemos que a realidade está retratada ali. Na minha opinião o personagem Yaqui só pode ser uma garota insatisfeita com seu próprio corpo, influenciada pelos ditos "padrões", mas espero que Piddy mude essa visão. Fiquei motivado a ler!
    Ótima sugestão!
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
  5. Oi! Eu acho muito bacaba que alguns autores estejam apostando no tema bullying para tratar em livros, é uma maneira mais divertida de tratar do assunto, já que há muita gente que ama fazer uma boa leitura. Achei a premissa muito interessante e eu particularmente gosto muito de histórias adolescentes que tenham colégio e toda essa vida estudantil como pano de fundo. Obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  6. essas históris de bullyin porque a pessoa é arrumadinha... ai jesusu me lembra minha adolescencia
    deve ser uma história e tanto, fiquei com vontade, ate porque ainda naoo tinha visto uma história nesse formato
    vou colocar na minha lista

    ResponderExcluir
  7. Oiii!!

    Eu lembro do lançamento dessa obra, mas não me lembrava muito bem sobre o que tratava o enredo. Gostei muito da sua resenha e de saber das emoções que a obra te despertou.

    Dica anotada.

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Imagino mesmo que deva levar o leitor algumas reflexões, e gosto muito quando isto acontece. Dica anotada.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo