Prisma Literário: Resenha: Música Para Cortar os Pulsos - Rafael Gomes

Resenha: Música Para Cortar os Pulsos - Rafael Gomes

Sinopse: Onde começam as histórias de amor? Quantos amantes elas sacrificam param serem contadas? Em que parte da música elas terminam? Três jovens compartilham seus amores, suas dores e dúvidas. Texto completo da peça de teatro.

















Música Para Cortar os Pulsos é um livro e uma peça. Uma peça que acontece em vários lugares do Brasil (ainda não tive oportunidade de assistir mas quero mudar isso o quanto antes). Uma obra rica em diálogos e monólogos por jovens adolescentes com algo em comum: paixão.

Logo no começo não pude deixar de lembrar do poema "Quadrilha" de Carlos Drummond, imagino que quem conheça o poema e também tenha lido o livro também tenha reconhecido essa identificação. Gostei muito da forma como o escrito conseguiu transmitir a urgência e necessidade do amor correspondido, aquele tipo de amor que a maioria de nós já sentiu.

QUADRILHA
João amava Teresa que amava Raimundo 
que amava Maria que amava Joaquim 
que amava Lili que não amava ninguém. 
João foi pra os Estados Unidos, Teresa para o convento, 
Raimundo morreu de desastre, 
Maria ficou para tia, 
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes que não tinha entrado na história.

Como dizem, todo sentimento na adolescência é mais forte e dobrado, com certeza o livro nos passa isso com diálogos inteligentes, citações marcantes e uma sensibilidade notável do incio ao fim. São diálogos poéticos, carregados de sentimentos a cada palavra. Por mais que seja um livro extremamente fino e rápido, a vontade é de reler assim que finalizado, pois te faz sentir um turbilhão de sensações.

Para todos nós que tivemos o prazer de ler essa pequena obra ou assistir a peça, é impossível não se identificar com alguma das situações e até mesmo com os personagens e seus sentimentos. Isso faz com que o telespectador/leitor se cative e se envolva a cada momento. Mostra como o amor pode doer, pode curar, surpreender ou simplesmente ferir.

É o tipo de livro para aqueles que já sofreram por amor e mesmo assim, não desiste dele.

4 comentários:

  1. Olá!
    Ainda não tive a oportunidade de assistir essa peça, mas eu curto muito, principalmente, quando parecem ter tantos ensinamentos como essa. Achei o livro mega interessante e vou anotar a dica, sem dúvidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. A peça deve ser muito boa, espero que a leitura do livro tenha mostrado bastante. E amor e paixão são sempre ótimos assuntos para esse tipo de obra, né?
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Catharina, tudo bem?

    Parece ser um daqueles livros que ficam guardados em nossa memória e em nossos corações. Adoro histórias que me fazem querer relê-las assim que as finalizo, trazem uma sensação maravilhosa. Saber que ele explora esse sentimento tão intenso na adolescência me deixa mais animada. Já quero conhecer o livro e a peça.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Achei legal ser o texto da peça de teatro. Mas, sinceramente, não leria sem assistir. Se eu curtir muito a peça e quiser uma recordação que me ajude a relembrar aí sim me interessaria pelo livro. Que bom que curtiu!

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo