Prisma Literário: Resenha: O Garoto Quase Atropelado - Vinicius Grossos

Resenha: O Garoto Quase Atropelado - Vinicius Grossos

Sinopse: Um garoto sofreu com um acontecimento terrível. Para não enlouquecer, ele começa a escrever um diário que o inspira a recomeçar, a fazer algo novo a cada dia. O que não imaginou foi que agindo assim ele se abriria para conhecer pessoas muito diferentes: a cabelo de raposa, o James Dean não-tão-bonito e a menina de cabelo roxo, e que sua vida mudaria para sempre! Prepare-se para se sentir quase atropelado de uma forma intensa, seja pelas fortes emoções do primeiro amor, pelas alegrias de uma nova amizade ou pelas descobertas que só acontecem nos momentos-limite de nossas vidas. Estar vivo e viver são coisas absolutamente diferentes!

*Livro cedido em parceria pela Faro Editorial para divulgação. 







O protagonista da história (que não nos é revelado o nome em nem um momento), começou a escrever um diário por sugestão de sua psicologa. Logo percebemos que o mesmo está passando por uma recuperação de algo muito traumático que aconteceu em sua vida, sentindo-se completamente solitário, sem fazer questão de sair de casa, apenas ler e interagir um pouco com seu irmão e sua mãe.

Quando sua mãe insiste que ele dê uma volta por aí para sair um pouco de casa, o garoto conhece Laís, uma menina que tem cabelo de raposa, e logo esse é o apelido que ele cria e ela. Quando Laís quase o atropela, ambos conversam mas não trocam nomes ou contatos, ainda assim, o garoto fica obcecado em encontrá-la novamente, até que por obra do destino, ele a encontra juntamente a dois amigos que não demoram a se enturmar com o garoto.

O Garoto Quase Atropelado foi um livro que chamou muito a minha atenção logo de cara com essa capa tão fofa e com essa sinopse tão chamativa. Demorei um pouco para iniciar a leitura mas quando aconteceu, se tornou uma leitura mega rápida e instigante.

Depois de conhecer Lais e seus novos amigos, logo o protagonista se torna para todos eles uma válvula de escape, sabendo o segredo de cada um deles e se sentindo cada vez mais apaixonado por Lais que se mostra uma grande garota-problema. Devo ressaltar aqui que a relação dos dois foi bem conturbado durante toda a leitura, o que por vezes me instigava e por outras vezes me incomodava, pois demorou muito para eu conseguir me acostumar com a personalidade de Lais, na maioria das vezes a achava bem egoísta.

Narrado em primeira pessoa, Vinícius Grossos apresenta uma leitura que apesar de se mostrar leve por conta da narrativa, consegue abordar inúmeros assuntos complexos e pesados que fazem totalmente parte da transição da adolescência para a vida adulta. Por abordar tantos assuntos (suicídio, abuso sexual, anorexia, feminismo, depressão, homossexualidade, violência), senti falta da profundidade de pelo menos alguns desses assuntos.

De fato, foi uma leitura ao mesmo tempo que realista - já que muitos jovens irão se identificar com o protagonista ou com pelo menos um dos personagens - também senti que ficou um tanto forçado demais. Alguns diálogos tentaram ter aquelas frases de efeitos e alguns acontecimentos foram um tanto previsíveis como uma tentativa de ser aquele tipo de livro marcante por ter acontecimentos tristes.

Foi bem interessante o modo que o autor conseguiu mostrar a importância da amizade na vida de todos. O quanto podemos nos apoiar em pessoas que aparecem de repente em nossas vidas e nos tiram do fundo do poço. O protagonista consegue evoluir (com dificuldade por conta da relação que tinha com Lais, que se fosse para falar e problematizar a relação deles, teria que ter uma resenha só para isso), superar a tristeza e ainda ajudar três pessoas que passaram pela sua vida.

A diagramação e edição geral do livro está incrível como sempre. Essa capa com cores tão fofas, os capítulos são super rápidos, folhas grossas e uma fonte de tamanho ideal para leitura. Mais uma vez a Faro Editorial arrasou com uma edição tão bonita e marcante.

É bem raro um livro conseguir me cativar e me emocionar quando se trata de assuntos tão delicados, pois sinto que deve ter a narrativa certa juntamente com os momentos certos. Com certeza foi uma leitura muito produtiva, que me fez refletir sobre certas questões, mas que não conseguiu me marcar tanto. Já havia visto muitas resenha elogiando a obra, então fui com uma expectativa enorme, o que pode ter atrapalhado também. Ainda assim, garanto que é um livro super recomendado para adolescentes que gostam de assuntos fortes, pois pode ser uma leitura incrível para vocês.

4 comentários:

  1. Olá!
    Estou com esse livro na minha estante desde seu lançamento, e sinto que estou perdendo uma grande e emocionante leitura. Tenho que consertar isso, pretendo encaixar ele na minha meta de 2018. Adorei sua resenha!!
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  2. Olá, faz tempo que estou de olho nesse livro, não só por achar a capa muito linda, mas também por achar a premissa da obra e os personagens muito interessantes, ficou ótima sua resenha.

    ResponderExcluir
  3. Oiii,

    Eu já tinha muita vontade de conhecer a obra, mas depois que o Vinicius participou da coluna autor do mês no blog eu fiquei desesperadamente com vontade de conhecer. A maneira como o autor trata de temáticas fortes com uma leveza surpreendente é completamente envolvente é apaixonante! Espero poder conferir a obra em breve.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Eu conheço o livro, mas infelizmente não li ainda. Que bom que ele conseguiu te emocionar e pelo visto quando for ler será uma leitura muito boa. Vou aproveitar e levar sua indicação para meu filho.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo