Prisma Literário: Resenha: Fundação - Isaac Asimov

Resenha: Fundação - Isaac Asimov

Sinopse: O Império Galático possui 12 mil anos. E possui pujança, grandeza e estabilidade. Ao menos em sua fachada. Mas ele está em pleno declínio, lento e gradual. E, no final, culminará com uma regressão violenta da sociedade e a conseqüente destruição do conhecimento. Preocupados com isso, um grupo de cientistas traça um plano pela preservação do conhecimento adquirido. Vencedor do prêmio Hugo, como a melhor série de FC de todos os tempos, este é o livro inicial da Trilogia da Fundação.

*Livro cedido em parceria com a Editora Aleph para divulgação.








Isaac Asimov, um dos maiores escritores de ficção científica de todos os tempos, com grandes obras em seu currículo, como o renomado Eu, Robô. Sempre pensou a frente de seu tempo, abordando temáticas em seus livros sobre futuros "pseudo-pessimista" e realistas, sempre tratando de assuntos humanísticos e consciência.

Em um universo onde a humanidade chegou em seu ápice, nos deparamos com a péssima realidade, quando se chega ao topo, assim como Roma, só a queda é o caminho certo, não há como evitar a queda do grande império galáctico, algo previsto pelo maior Psico-historiador de sua era, e talvez de todas as outras, porém, pode-se evitar que o tempo de barbaria que se segue após a queda do império seja encurtado em milênios, tendo assim a possibilidade de poder restaurar as coisas, mas é claro, se a política e seus políticos, reis e imperadores colaborarem, e mesmo se não, quem garante que isso já não foi previsto?

Fundação tem um narrativa em terceira pessoa, como um relato de acontecimentos de muito tempo atrás, tendo no inicio de cada capitulo um pedaço da Grande Enciclopédia Galática, o livro apresenta muitos personagens, não tendo nenhum como principal. O ponto principal do livro seria a própria humanidade, se a psico-história tem como intuito analisar grandes massas e não indivíduos separados, quem sou eu para tentar analisar apenas um personagem e não todo o conteúdo da obra?

O livro tem um jeito muito pseudo-pessimista de apresentar os fatos desse universo fictício, não que tudo seja horrível, pelo o contrário, a humanidade chegou no auge da ciência, consegue realizar saltos e criar dispositivos "mágicos", porém devido tanto avanço, a humanidade se estagnou, se perdeu e esqueceu o seu propósito, e quando esquecemos de nossa historia, é ai que começa a queda.

A obra é considerado a maior ficção científica e fantasia já feita na historia, ganhando de grandes nomes, como o próprio Senhor Dos Anéis e Bassroom, mas nem por isso o livro será do agrado de todos. Caso tenha uma dificuldade para política e estudos sócias, pode vir a ser algo entediante, mas caso esteja disposto a dar seu tempo ao livro, vai se facilitando com o tempo, abordando poucas vezes assuntos mais complicados, e deixando para que o leitor compreenda por si só o que esta acontecendo.

Recomendo o livro para os amantes de Ficção e fantasia. Existem dois posts em que destaco os cinco melhores livros de cada um desses gêneros, se fosse possível, eu colocaria Fundação no topo de ambos os tópicos, pois é perfeita mistura entre fantasia e ficção, sendo o primeiro Odisseia novel da história, pelo que se sabe.

Não houveram adaptações da trilogia para nenhum outro veículo de mídia, o que em minha opinião é algo ótimo, afinal, algumas obras são inadaptáveis e devem prevalecer no puro pensamento do autor transmitido para o leitor por meio da escrita.

5 comentários:

  1. Oiê!
    O único livro desse autor que li foi a coletânea de contos O Homem Bicentenário e confesso que me decepcionei bastante... Tenho muita curiosidade de conhecer Fundação, mas estudos sociais e política são bem enfadonhos para mim... O_O
    Gostei da sua resenha porque me deu um panorama clado da obra. Obrigada!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Eu sou uma grande fã de Isaac Asimov, o autor sempre foi a frente de seu tempo, mesmo os livros escritos décadas atrás se mantém atuais nos dias de hoje. A sua visão sobre a sociedade, política e tecnologia é impressionante, o livro flui com uma construção bem elaborada e com uma narrativa objetiva e sem rodeios, o que muito me encanta.
    Preciso concordar quando você ressalta que esse livro não irá agradar a todos, é preciso ter um interesse por obras com uma construção social, política e de ficção científica. Se o leitor gostar desses três pontos, provavelmente irá pontuá-los como os melhores livros de ficção que já leram, assim como você e eu.
    Eu já li a trilogia e anseio muito pelos demais livros da coleção.
    É sempre muito bom ler resenhas positivas desse autor, por vezes, me sinto solitária por não conhecer tantas pessoas que apreciem essa obra-prima.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. olá... ganhei esse livro de uma amiga mas ainda nao tive chance de ler... queria ter pelo menos mais dois titulos da série pra poder engatar a leitura... adoro os temas que Asimov discute em seus livros...

    bj...

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ahhhh não me senti muito atraída , mas tbm não é o gênero que procuro pra ler
    Contudo curti muito em ler a resenha. BJa

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Comecei a ler fantasia a pouco, e nçao me decepcionei com nada até agora, ficção é um gênero que ainda não li nada, então quem sabe posso começar por ai?
    Dica anotada para uma leitura no futuro.
    Bjus

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo