Prisma Literário: Últimos Filmes Assistidos #51

Últimos Filmes Assistidos #51

Olá pessoas.
Como estão?
Hoje vim trazer mais algumas dicas bem interessante do que assistir. Minha lista de filmes está cada vez maior e não poderia deixar de compartilhar esses aqui com vocês:

Sinopse: Enfrentando dificuldades para conseguir um emprego formal, o jovem Louis Bloom (Jake Gyllenhaal) decide entrar no agitado submundo do jornalismo criminal independente de Los Angeles. A fórmula é correr atrás de crimes e acidentes chocantes, registrar tudo e vender a história para veículos interessados.

Eu não poderia deixar de assistir esse filme quando vi que Jake Gyllenhaal seria o protagonista, além do mais, tinha visto inúmeros elogios sobre O Abutre. Não preciso nem dizer o quanto o filme superou minhas expectativas, o quanto o ator conseguiu demonstrar mais uma vez uma bela atuação e o quanto a história quase me levou a roer as unhas por ansiedade. Gostei muito da forma que a personalidade doentia de Louis Bloom foi retratada, o quanto a pessoa é capaz de fazer qualquer coisa por dinheiro ou sucesso. Um filme agonizante, interessante e mais 4646 adjetivos.



Sinopse: Selma Jezkova (Björk) é uma mãe-solteira tcheca que foi morar nos Estados Unidos. Ela tem uma doença hereditária que a faz perder a visão, algo que também deverá acontecer um dia a seu filho Gene (Vladan Kostig), um garoto de doze anos. Entretanto, em virtude de saber que existem médicos nos Estados Unidos que podem operar seu filho isto foi o suficiente para fazê-la imigrar para o país. Ela trabalha muito duro e guarda tudo o que ganha para a cirurgia do filho. Bill (David Morse) e Linda (Cara Seymour), seus vizinhos, juntamente com Kathy (Catherine Deneuve), uma colega de fábrica, a ajudam no que é possível, mas quando Bill se vê em dificuldades financeiras rouba o dinheiro que Selma tinha economizado duramente. Este roubo é o ponto de partida para trágicos acontecimentos.

Pensem em um filme que me fez sofrer e ainda se tornou um dos queridinhos da minha vida, foi Dançando no Escuro. Custei para achá-lo mas quando aconteceu, foi só amor. É um filme triste, bem triste, do inicio ao fim. Assistia o longa agarrada na coberta, me colocando no lugar de Selma. Além de ter uma sensibilidade incrível, o filme alterna com pensamentos musicais que a protagonista se imagina em um mundo paralelo, como se ela não quisesse ser quem é.

Sinopse: Anos após a trágica morte de sua filha, um habilidoso artesão de bonecas e sua esposa decidem, por caridade, acolher em sua casa uma freira e dezenas de meninas desalojadas de um orfanato. Atormentado pelas lembranças traumáticas, o casal ainda precisa lidar com um amedrontador demônio do passado: Annabelle, criação do artesão.

Em Anabelle 2, temos a história que acontece antes mesmo do primeiro filme de Anabelle. Vejo muitas opiniões divergentes sobre o longa, eu particularmente gosto bastante e adorei a ideia de mostrar o antes de toda a história se passou no primeiro filme, o que me revelou muitas coisas que eu não esperava que seriam reveladas. Foi bastante surpreendente ver as peças se encaixando, nos levando a pensar no primeiro filme e ficar boquiaberto. As cenas de susto como sempre te fazem pular e te deixar ansioso. Um bom terror para se passar o tempo.




Sinopse: Quando Marvin (Hume Cronyn) sofre um derrame e fica incapacitado, sua filha Bessie (Diane Keaton) assume a tarefa de cuidar dele. Ela é também a responsável pela tia Ruth (Gwen Verdon), que sofre de uma doença na coluna desde criança e é viciada em novelas. Lee (Meryl Streep), a irmã mais nova de Bessie, não dá atenção para a família e vive em outro estado há anos. Ao descobrir que sofre de leucemia e necessita de um transplante de medula óssea, Bessie entra em contato com a irmã em busca de ajuda. Lee vai então visitá-la, levando consigo seus filhos Hank (Leonardo DiCaprio) e Charlie (Hal Scardino).

As Filhas de Marvin era um filme que estava na minha lista há um bom tempo também, tanto por conter Leonardo Dicaprio e Maryl Streep, principalmente por ser uma histórias mais familiar, o que me atrai bastante. Gostei muito do modo como o enredo fluiu, me conectei super rápido com os protagonistas, além de mais uma vez ter um outro olha para a constituição que é família, como cada uma possui suas peculiaridades. Um belo filme, com belas atuação dentro de uma bela história.


Sinopse: Catherine (Gwyneth Paltrow) é uma jovem atormentada pelos anos em que esteve cuidando de seu pai, Robert (Anthony Hopkins), um gênio da matemática que sofria de esclerose no fim da vida. Temendo enlouquecer que nem seu pai, Catherine se afasta de todos e vive isolada em sua casa. Na véspera do seu aniversário de 27 anos reaparece em sua vida Claire (Hope Davies), sua irmã, e Hal (Jake Gyllenhaal), um ex-aluno de Robert. Hal deseja pesquisar nos 103 cadernos escritos por Robert em seus anos de esclerose, desejando encontrar algo que possa ter alguma lógica, mas também se interessa por Catherine. Já Claire chega à cidade desejando vender a casa da família e fazer com que Catherine more com ela em Nova York.

Mais um filme com Gyllenhaal que estava bem ansiosa para ver. A Prova é um drama bem complicado, que foca em Catherine, uma jovem que está tentando enfrentar o luto de cabeça erguida desde que o pai morreu. O drama apresenta várias situações a serem solucionadas com um pequeno romance de plano de fundo. Gostei bastante do longa, das atuações e o modo com o filme retratou tão bem uma jovem que estava realmente desmotivada com tudo ao mesmo tempo em que confusa, e mesmo desacreditando de si mesma, tentando provar a todos o quanto era capaz.

4 comentários:

  1. Olá
    Não vi nenhum dos filmes que indicou, mas achei interessantes. Eu fiquei hoje com uma vontade louca de ver os filmes que tem a Emma Watson, do nada. Vou ver se vejo ao menos um hoje.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Tenho que voltar a assistir filmes, nesse fim de semana vi com o meu sobrinho A Grande Muralha e adorei, também vimos The Titan, outro filme bom.
    Para a próxima semana vamos ver A Mumia com o Tom Cruise.
    Espero voltar a ver filmes com frequência.
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Olá, ainda não tinha visto nenhum desses filmes, mas já fiquei curiosa para ver A prova e anotei os títulos de alguns outros pra assistir também.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Eu já conhecia alguns desses filmes, mas ainda não assisti nenhum. No entanto, confesso que só fiquei curiosa pelos que eu ainda não conhecia: As filhas de Marvin e A Prova. Aliás, como fã do Leonardo DiCaprio e da Meryl Streep eu estou chocada por nunca ter ouvido falar sobre As filhas de Marvin. De qualquer forma, adorei o enrendo desses dois filmes e já anotei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo