Prisma Literário: Resenha: A Garota no Trem - Paula Hawkins

Resenha: A Garota no Trem - Paula Hawkins

Sinopse: Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.

* Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record para divulgação.

A Garota no Trem é narrado em primeira pessoa por Rachel e Megan. Rachel é uma mulher que atualmente se encontra perdida, só consegue se afogar na mágoa do seu passado, desempregada e completamente viciada em bebidas alcoólicas, único fator que ainda a deixa viva é o trem que frequenta em determinando horário para poder observar a vida de um casal. O casal a faz se lembrar de seu passado, se torna um refúgio de sua realidade.

Megan é a mulher do casal que Rachel tanto observa através do trem. Temos uma pequena ideia de como funciona a vida de Megan com seu marido antes de ser dada como desaparecida. Rachel então começa a se envolver cada vez mais nesse desaparecimento, não só por estar na rua de Megan na noite do desaparecimento mas também por se sentir tão envolvida com a vida dessa mulher.

Eu infelizmente acabei vendo o filme A Garota no Trem antes de ler o livro, porém, posso dizer que isso não afetou em nada, já que acabei de finalizar a leitura e vi o filme assim que lançou, me recordava de poucas coisas. Ou seja, foi uma leitura que conseguiu me envolver, instigar e devorar cada página como se fosse a última.

A autora conseguiu passar de modo muito claro a dificuldade de uma pessoa alcoolista. Consegui sentir cada agonia que Rachel passava, cada vez que ela prometia parra e no dia seguinte estava totalmente sem controle sobre suas ações por conta do álcool. A narrativa inteira, a própria protagonista não consegue se lembrar das coisas que faz e nem saber se os acontecimento que possui em sua cabeça são reais ou fruto de sua imaginação. Ou seja, uma leitura agonizante e misteriosa.

Outros personagens também são bem presentes durante a leitura, como por exemplo, Tom, ex marido de Rachel, e Anna, a mulher que Tom está atualmente. Um dos motivos que Rachel se encontra tão depressiva, é por conta de Tom, que a abandonou. A protagonista ainda não conseguiu aceitar isso, se mostrando até mesmo obsessiva em certas situações.

O final dessa obra consegue se mostrar completamente surpreendente. O tempo todo fiquei tentando encaixar as peças e realmente não conseguia, não fazendo ideia do que esperar, do que iria se revelar sobre o desaparecimento de Megan. Paula Hawkins consegue nos dar um tapa na cara com palavras. Quando tudo se encaixou, foi quase como se minha cabeça tivesse explodido.

Apesar de parecer apenas um thriller, o livro teve o poder de nos alertar sobre muitas coisas, desde o comportamento e dificuldade de uma pessoa alcoolista até a vivência de um relacionamento abusivo, entre outras coisas que você saberá quando chegar no final.

Um livro que merece estar na estante, ser destacado, lido, relido e claro, indicado para todos.

6 comentários:

  1. Olá!
    Amo thriller e gosto muito dessa autora, eu bebi o livro enquanto ela bebia vinho rs e Águas Sombrias não fica nem um pouco atras deste não viu?! Até tem um toque empoderador no enrendo, leia! Bjs
    Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir
  2. Olá. Eu amo de mais livros que envolvem thriller e na época que li gostei bastante da proposta de A Garota No Trem muito embora não tenha me surpreendido com o final. Amei sua resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu adoro esse gênero e A garota no trem é uma história bem intrigante e surpreendente. Quando li não consegui parar enquanto não descobrisse todos os mistérios. Virei fã dessa autora.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. oi,Cath... tive curiosidade em ler assim que foi lançado, depois a vontade foi caindo um pouco... mas confesso que se eu ver o filme e gostar,corro pra leitura...
    bjs :D

    ResponderExcluir
  5. Oi Catharina!
    Eu estou doida para assistir e ler o livro, mas quero tentar ler antes de assistir o filme. "A Garota no Trem" é uma história que recebeu muitas críticas positivas e por isso estou com altas expectativas, o que pode ser um problema. Vamos torcer para eu não me decepcionar, rsrs.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ola, tudo bem?
    Adorei a resenha, acho que sou a unica pessoa que ainda não leu esse livro, e olha que gosto desse genêro!!
    Beijus

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo