Prisma Literário: Resenha: Uma História de Amor e TOC - Corey Ann Haydu

Resenha: Uma História de Amor e TOC - Corey Ann Haydu

Sinopse: Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de... garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor... e TOC.

*Livro cedido em parceria com a Editora Galera Record para divulgação.








Bea acaba de sair de um relacionamento, por algum motivo que não sabemos no inicio, teve um fim conturbado, e principalmente por esse motivo, Bea tem visitado frequentemente Dra. Pat, que a ajuda tratar de suas compulsões que se mostram cada vez mais frequente. Bea ao contrário do que se espera, não é uma pessoa fissurada por limpeza e organização, na verdade, ela tem necessidade de acompanhar vidas de terceiras pessoas, possui até um caderno onde faz anotações.

Nesse momento, está mantendo uma obsessão por Austin, um dos outros paciente de Dra. Pat, Austin é um homem muito elegante, que inclusive faz as terapias acompanhado de sua mulher, com quem está tendo problemas. Bea então escuta as conversas que o casal tem com a doutora, como se ela quisesse estar vivendo aquela vida.


Dra. Pat identifica a necessidade de Bea frequentar uma terapia de grupo, onde conhece diversos adolescentes que como ela, possuem algum tipo de TOC, principalmente Beck, um garoto completamente obcecado por limpeza e exercícios físicos. Bea começa então a se relacionar com Beck, e claro que não se pode esperar algo menos que confuso dessa relação.

Uma História de Amor e TOC foi um lançamento que me atraiu de primeira, tanto por ter essa capa tão linda e principalmente por se tratar de algo mais psicológico. O livro ficou parado na minha estante há um tempinho mas finalmente consegui iniciar a leitura nesse mês.

O livro me prendeu desde a primeira página, pois começa de um modo bem inusitado. Ao longo das páginas, temos a oportunidade de conhecer cada vez melhor a personalidade da protagonista já que é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista dela. Confesso que em alguns momento foi bem difícil não me sentir um pouco irritada com Bea, mas imagino que era essa a intenção da autora, pois não é nada fácil lidar com uma pessoa com esse tipo de transtorno.

Um ponto que me incomodou um pouco durante a leitura, foi o desenvolvimento que se deu bem lentamente, senti que a evolução aconteceu apenas ali nas últimas páginas e ao longa do livro inteiro, ficou algo um tanto repetitivo. Mas gostei da forma que o enredo conseguiu passar a gravidade da doença de Bea, o quanto ela chegou em um nível de perigo não só à ela mas aos outros. Ou seja, é uma leitura que apesar com essa capa mega fofa e esse ar de descontração, consegue mostrar uma realidade bem pesada.

Uma leitura muito válida ao público que gostaria de entender melhor o que é o TOC, qual a sua gravidade e de que modos pode se desenvolver. O livro serviu para mim como um alerta, de forma didática e gostosa de se ler. Apesar de descontraída, como ressaltei acima, é uma história que contém muita perturbação por parte de Beck e Bea, ambos com suas características intensas que por vezes, é até difícil de entender já que não estamos na situação deles.

Com certeza é um livro que não deve passar despercebido nas livrarias, principalmente aos jovens ou pessoas que de alguma forma tem uma relação com TOC, ansiedade, entre outros. É uma ótima forma de se identificar e sentir-se acolhido, ou para aqueles que como eu, apenas adoram saber mais sobre o assunto.

5 comentários:

  1. Olá!
    Eu achei o enrendo muito interessante, eu não tenho TOC mas sofro de outro transtorno que torna minha vida bem difícil, gostaria muito de conferir esta estória. Parece um livro voltado para o público jovem e esse tema é muito válido. Adorei. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ixi! Que casal Ora complicado Ora feitos um para o outro. Deve ser dificil pra ambos. Fiquei interessada no livro só pra vê o desenrolar dessa tragédia romantica. rsrs
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Tenho interesse nesse livro desde que foi lançado. Acho o enredo bem interessante e o fato de abordar esse transtorno torna a leitura bastante válida. Não vejo a hora de iniciar a leitura.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Eu já li o livro e gostei.
    Acho que meu interesse veio primeiramente pelo motivo de eu ser da área da saúde e com isso encontrei uma história ótima.
    Beijos.

    www.lamparinas.com

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Sobre TOC eu conheci uma pessoa que tinha e nem era tão grave, mas nossa quando você percebe que não é simplesmente um 'costume' e sim algo que agrava a vida dela da pra ter noção o quanto pode ser ruim para quem tem.
    Já ouvi falar do livro mas não sabia que a escrita era algo que fluia tão bem!
    Dica anotada.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo