Prisma Literário: Resenha: Claros Sinais de Loucura - Karen Harrington

Resenha: Claros Sinais de Loucura - Karen Harrington

Sinopse: Você nunca conheceu ninguém como Sarah Nelson. Enquanto a maioria dos amigos adora Harry Potter, ela passa o tempo escrevendo cartas para Atticus Finch, o advogado de O sol é para todos. Coleciona palavras-problema em um diário, tem uma planta como melhor amiga e vive tentando achar em si mesma sinais de que está ficando louca. Não é à toa: a mãe tentou afogá-la e ao irmão quando eles tinham apenas dois anos, e desde então mora em uma instituição psiquiátrica. O pai, professor, tornou-se alcoólatra. Fugindo da notoriedade do crime, ele e Sarah já se mudaram de diversas cidades, e a menina jamais se sentiu em casa em nenhuma delas. Com a chegada do verão em que completa doze anos, ela está cada vez mais apreensiva. Sente falta de um pai mais presente e das experiências que não viveu com a mãe, já se acha grande demais para passar as férias na casa dos avós, está preocupada com a árvore genealógica que fará na escola e ansiosa pelo primeiro beijo de língua que ainda não aconteceu. Mas a vida não pode ser só de preocupações, e, entre uma descoberta e outra, Sarah vai perceber que seu verão tem tudo para ser muito mais. Bem como seu futuro.

Sarah Nelson poderia ser uma garota de 12 anos igual a uma qualquer, se não fosse viciada no personagem Atticus de O Sol é Para Todos e se não tivesse sua mãe morando numa instituição psiquiátrica. Apesar de gostar muito do pai, sente que o mesmo está cada vez mais afundado nas bebidas alcoólicas e a deixando de lado além de não aguentar mais as frequentes mudanças de viagem.

Apesar de 12 anos, dá para imaginar o quanto Sarah foi obrigada a crescer rápido, tomar as rédeas de sua vida e ter mais maturidade do que se costuma esperar de uma criança dessa idade. É impossível não começar a leitura já querendo acolher Sarah no colo e terminar sem ao menos sentir que o livro te acrescentou muito em algo.

Claros Sinais de Loucura sempre foi um dos livros mais desejados da minha lista e finalmente o consegui através de uma troca, e claro, como sempre, o livro criou pó na minha estante e só depois de muito tempo o peguei para ler. Bom, apesar da carga pesada que vimos na sinopse, posso garantir que a leitura se mostra absurdamente leve. Tão leve que muitas vezes esquecemos do grande histórico de Sarah e sua família.

Karen Herrigton conseguiu criar um cenário completamente problemático com uma narrativa acolhedora, simples e marcante como um livro juvenil deve ser. Em muitos momentos parecia que eu estava lendo o diário de uma garotinha de doze anos pela forma de pensar, se portar e brincar, ao mesmo tempo que parecia que eu estava lendo o diário de uma de dezoito, pelos problemas e maturidade que a mesma veio a enfrentar.

O livro consegue mostrar  evolução de uma pré adolescente desde os problemas mais simples (como o primeiro beijo e rotina escolar) até os problemas mais complexos que acabamos enfrentando na vida. É complicado se colocar no lugar de Sarah que simplesmente foi inserida num ambiente caótico sem culpa alguma do que aconteceu e ainda assim, ter que levar tudo nas costas. É lindo ver o quanto a garota encontra força em Atticus, um simples personagem da literatura (diga-se de passagem, um dos meus favoritos também) e simplesmente ver a história do livro como um refúgio de sua realidade.

Poderia ficar aqui digitando horas sobre o quanto o livro me comoveu e o quanto eu me vi em Sarah em quase toda a história, e o quanto vale a pena dar uma chance a história para aprender muito com uma pré adolescente. Com certeza é o tipo de livro que vale a pena ter na estante para ler e reler quando estamos precisando de uma boa reflexão e ao mesmo tempo uma narrativa tão amor.

9 comentários:

  1. Só o nome do livro, já meio tenebroso rsrs.
    Mas deve ser bem legal.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei da temática e mais ainda de se tratar de uma história que envolve uma pré adolescente. Gosto de aprender sobre o mundo deles. Vou colocá-lo em minha lista.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Acredito que este seja um livro que traga muitos dilemas e dramas pessoais. Apesar disso, como você disso por parecer um livro adolescente pode ter uma leitura leve e agradável. Eu gostei muito da sua resenha e adoraria ler este livro. beijos

    ResponderExcluir
  4. fiquei muito inteessada nesse livrl parece se uma hstoria muto boa
    vou procurar ele por aqui. obrigada pela indicação

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro ainda mas acho ótimo que tenhas gostado de fazer a leitura! :)

    Bem, realmente, e bom quando nos identificamos com a personagem, e, acima de tudo, aprendemos com ela! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Parece ser um livro encantador por se tratar de uma garotinha. E bem diferente do que estou lendo no momento. Vou anotar sua dica. Parabéns pela resenha.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Catharina sua linda, tudo bem?
    Ah, adoro livros com crianças, já vi que ficarei encantada por ela e sofrerei com seus dramas. Eu não vi comentários sobre esse livro entre os blogs, é a primeira resenha que leio.
    Beijinhos.
    Cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Hey, Catharina!

    Ainda não li "O sol é para todos", mas lerei sem falta neste próximo ano.
    Gostei muito da rua resenha e acho que leria fácil esse livro, se não fosse por essa coisa aqui que você mencionou: "...Apesar de gostar muito do pai, sente que o mesmo está cada vez mais afundado nas bebidas alcoólicas e a deixando de lado ...".
    Não tenho paciência com personagens bêbados. Eu sempre acabo largando o livro quando tem personagens assim.
    Apesar de a sua resenha ser bastante convidativa à leitura do livro, não sei se chegarei a ler.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Esse livro parece lindo, e eu não tinha ideia que ele existia!
    Este ano li muitos livros sobre adolescente que passam por situações complicadas e que praticamente "crescem" antes do tempo, mas este realmente parece diferente.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo