Prisma Literário: Resenha: Apocalipse Zumbi - Alexandre Callari

Resenha: Apocalipse Zumbi - Alexandre Callari



Sinopse: O caos reina no mundo. A civilização entrou em colapso. As comunicações, a energia elétrica e a vida em sociedade, como a conhecemos, praticamente se extinguiram. Nem toda nossa tecnologia foi capaz de nos proteger e evitar que dois terços da humanidade morressem. Os poucos que sobreviveram estão exaustos e tentam reunir o que ainda resta das suas forças e recursos para se manterem vivos. E, para piorar, eles não estão a sós. Dia e noite, são perseguidos pelos contaminados - sempre à espreita com seus olhos vermelhos, pele pálida, dentes podres e uma terrível sede de sangue e de carne humana. Nesse cenário de terror e desesperança, Manes luta desesperadamente para manter sua comunidade unida. Ela subsiste em uma construção cercada por paredes de concreto chamada Quartel. Porém, quando alguns de seus membros estão em apuros do lado de fora, sendo cruelmente caçados pelos contaminados, Manes parte para resgatá-los. A sua ausência e a chegada do enigmático Dujas abalam severamente o tênue equilíbrio interno do Quartel, colocando em risco a vida de todos. O perigo e o medo tomarão conta deste, que é um dos poucos redutos em que homens e mulheres vivem em "segurança". Cheio de intrigas, mistério e horror, Apocalipse Zumbi é uma aventura de ficção eletrizante, com muitos elementos de realidade que mexerão com a mente e o coração dos leitores. Alexandre Callari oferece nesta obra o melhor do gênero zumbis e, ao mesmo tempo, cria um mundo à parte, que conta com suas próprias regras e lógica. Bem-vindo ao universo de Apocalipse Zumbi!

*Livro cedido em parceria com a Editora Genarale para divulgação.

Apocalipse Zumbi, o livro que me levou a entender o ditado "não julgue um livro pela capa", um livro de Alexandre Callari, brasileiro com uma visão diferente de um apocalipse. Os maiores problemas da humanidade não são as criaturas devoradoras de homem, e sim os próprios sobreviventes e suas diferenças aos quais são obrigados a reprimir para o "bem convívio" de uma sociedade.

O livro acompanha a historia de Manes e seu grupo de batedores que partem em uma missão de resgate a um outro grupo que acabou sofrendo um acidente e ficaram presos em meio a cidade grande. Cercados por hordas de criaturas fortes, ágeis, que não sentem dor nem pena, um horda de zumbi. Enquanto estão em missão, uma chama cresce em sua cidadela, Ctesifonte, onde um novato controlado por sua mente, coloca um plano destrutivo em ação, algo que mudaria o curso dos sobreviventes pelo resto de suas vidas.

O livro é narrado totalmente em terceira pessoa, com um narrador onisciente e que não polpa em referencias a cultura pop quando se trata de descrever uma cena. A narrativa cai um pouco na qualidade ao se sentir obrigada a contar a historia de todos os personagens que estão envolvidos na trama, sendo muitas partes não necessárias para o decorrer do historia principal e que acabam se acumulando em vários capítulos aos quais eu pularia em uma segunda leitura, mas se por um lado isso pesa na historia, por outro faz com que você conheça os personagens em seu intimo e saiba suas motivações, histórias e índoles, o que para um leitor mais aprofundado pode ser algo melhor. Para mim serviu apenas para me desfocar da historia e algumas vezes acabar esquecendo e perdendo a adrenalina de uma cena por ela ter sido apenas cortada ao meio para narrar como era a faculdade que um personagem cursava antes do apocalipse iniciar.

Levei um tempo para me aprofundar no livro, admito que assim que o peguei em mãos não me senti com vontade de ler. A capa não é bem feita e a formatação das paginas é apertada demais, com uma quantidade desnecessárias de capítulos que certas vezes duram apenas uma ou duas paginas, mas apesar dessas "pequenas falhas" o livro consegue prender durante momentos de conflito e tensão, o que faz com que a leitura não seja tão chata assim e me fez começar a dar mais atenção, mas é um pesar que isso só começa a acontecer por volta da pagina 150.

Um diferencial desse livro que nunca havia visto antes, é a inclusão de um CD-Player, com trilha sonora que acompanha a leitura. Infelizmente não foi um grande diferencial, já que o CD só faz quebrar o clima tenso do livro e parecer que você esta em uma cena musical de Rei Leão com um Rock mais pesado. O livro não indica em quais momentos as músicas se encaixam no livro e cabe ao leitor decidir qual é a hora de escutá-las, eu como apenas lia em intervalos na faculdade, não pude acompanhar a leitura com sua trilha sonora, já que não tem onde reproduzir um CD de maneira portátil.

Apesar de tudo, o livro se mostra valer a pena de se ler. Por ser um livro nacional, foi capaz de mostrar seu lugar em meio a mitologia dos zumbi, fazendo parte de um trilogia ao qual eu pretendo ler seus sucessores. Recomendo o livro, mas apenas para aqueles que gostam da mitologia dos zumbi. Para aqueles que não gostam do gênero, o livro se mostrará ser bastante chato e sem interesse, mas aos que gostam, vale a pena a leitura.

10 comentários:

  1. Ola,
    Tudo bom? Apesar de gostar de histórias de Zumbi acompanha TWD(The walking dead), infelizmente pelos pontos que ressaltou não fiquei muito afim de conhecer o livro não, ele parece se focar mais nos personagens do que na história o que torna cansativo e meio chato. A capa até achei legal mas pela história acho que não curtiria tanto assim.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu não quero ler esse livro não, essa coisa de zumbi não me faz a cabeça.
    Achei legal a ideia do CD com as músicas, gosto de trilha sonora e acredito que se as músicas tivessem o momento certo do livro seria perfeito ♥
    Para quem gosta do gênero é uma leitura excelente, acredito eu, ainda mais escrito por um brasileiro.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Apesar de assistir TWD e chegar a ler alguns livros da série na época, não rola para ra mim o tema Zumbi
    Eu acho que esse eu leria por ser nacional, vou anotar quem sabe? ��
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Hey, Felipe, tudo bem?

    Eu não sou muito fãs de zumbi, só assisto TWD (ahahaha), mas não tenho curiosidade nenhuma em ler um livro a respeito disso, então já sei que o livro não é pra mim.
    Caramba, um CD? Seria muito mais prático para os leitores e mais barato pra ele um playlist no Spotify, não? ahahahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu não gosto de histórias de zumbis e são pouquíssimos livros do gênero que aguçam minha curiosidade. Esse livro não me chamou atenção e não pretendo lê-lo. Também achei pouco prático eles enviarem o CD, já que é complicado sair com ele, mas enfim.. Talvez com esse feedback a editora melhore mais.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  6. Olá, não conhecia o livro nem o autor, mas gostei da premissa e acredito que muitas vezes conhecer os personagens é fundamental para a história. É claro que nem sempre o autor consegue fazer de forma a deixar a narrativa se perder, como por exemplo o Stephen King faz muito bem. Mas acho que é uma leitura válida e gostaria de ter a chance de ler. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Fiquei curiosa com a história, dificilmente leio histórias sobre zumbis mas acho que encararia essa. Achei o máximo a ideia do CD!
    Dica anotada!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não conhecia esse livro ainda, mas confesso que não fiquei muito interessada em fazer essa leitura não, ela me pareceu um pouco lenta e cansativa.
    A questão do cd é um diferencial mesmo, mas vou passar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. bem,por vezes eu leio ouvindo música de fundo mas essa ideia do cd-rom... não sei se valeria comigo... prefiro eu mesma escolher que tipo de música ao longo da leitura... a premissa da obra nao me atraiu, apesar de eu curtir zumbis...

    bjs...

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto de livros de zumbis e apesar dos pontos falhos que você apontou, fiquei bem curiosa para ler essa história.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo