Prisma Literário: Resenha: Azul é a Cor Mais Quente - Julie Maroh

Resenha: Azul é a Cor Mais Quente - Julie Maroh


Sinopse: Clementine é uma jovem de 15 anos que descobre o amor ao conhecer Emma, uma garota de cabelos azuis. Através de textos do diário de Clementine, o leitor acompanha o primeiro encontro das duas e caminha entre as descobertas, tristezas e maravilhas que essa relação pode trazer. Em tempos de luta por direitos e de novas questões políticas, "Azul é a Cor Mais Quente" surge para mostrar o lado poético e universal do amor, sem apontar regras ou gêneros.











Azul é a Cor Mais Quente (título original: La Bleu est une couler chaude)  é uma historia quadrinho francês da escritora Julie Maroh, tendo um destaque no desenho básico, e com maior tendo enfoque em seu roteiro e em certas cores que se destacam fortemente em meio ao preto e branco do quadrinho.
Azul é a Cor Mais Quente conta a historia de Clémentine, uma menina que encontra na escrita uma válvula de escape para as angustias e crises de identidade que passam a atormenta-la quando começa a sentir que há algo "errado" com sua sexualidade, após conhecer uma garota chamada Emma, de cabelos fortemente azuis.
A autora apresenta um retrato sensível e multifacetado da homossexualidade feminina, e de como a garota lida com isso. Podemos sentir em suas palavras, o peso das imposições sociais, do que lhe foi ensinado como maneira correta de conduzir sua vida sexual. Abordando varias crises de identidade e sexualidade que a personagem passa, o livro transmite o sentimento dela ao leitor e suas dificuldades, ao qual vemos ao que as pessoas passam quando tentam sair do pensamento de que não existe certo ou errado quando se trata da sexualidade, e sim que isso são apenas padrões previamente impostos à nós. 
Ao acompanhar o drama de Clementine, que devido a sua confusão, tenta esconder o que sente e se enganar dizendo gostar de quem não gosta, pode-se notar coisas que ocorrem constantemente com pessoas reais que passam por tais situações e acabam achando que o problema de tudo aquilo acontecer é delas. Então temos aqui uma bela critica da realidade, da sociedade em quem vivemos e como a sexualidade é tratada.
Esse é um quadrinho que me chamou muita a atenção e que eu não consegui para de ler. O leitor se prende aos sentimentos da personagem e, junto a ela, tenta entender o sofrimento com as mesma confusões. Admito que certas vezes cheguei a chorar, inclusive no final da historia, mas é um quadrinho que recomendo a todos, principalmente àqueles que estão passando pela mesma situação ou que gostam desse tipo de assunto que muitos ainda consideram tabu.
Houve uma adaptação para o cinema, mas não a indico à ninguém. O filme muda o enfoque da historia e se concentra em mostrar uma relação crua das duas personagens e esquece o real sentido da historia, o que não me agradou muito, sendo assim, recomendo que foquem mais a atenção na HQ que possui mais riqueza de detalhes 

31 comentários:

  1. HQ>>>>>>Filme. O filme feticha a homossexualidade feminina e faz a história se perder, focando somente no sexo e não mostrando o que a hq queriamos que notassemos sobre o assunto: Que sexo e sexualidade não devem ser tabus e que você deve ser o que realmente é.
    Ótima resenha, Larry. Melhor pessoa ♡

    ResponderExcluir
  2. Oi, Larry!
    Já ouvi falar do H'q e do filme, mas nunca tinha parado para saber mais.
    Gostei da premissa e a resenha só me deixou curiosa para descobrir mais sobre a trama. Curto bastante quadrinhos e quero sim ler e ver esse.
    As sensações devem ser diversas com esse quadrinho. Imagino todas as situações difíceis que as personagens passam, principalmente Clémentine por ter dúvidas, por ter medos demais.
    Obrigada pela dica!!!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. eu amo essa HQ. Mas tbm amo o filme.
    Eu consegui ver o belo/dolorido em ambas as versões...
    o traço da HQ é perfeito, passa uma sensação de melancolia... é um dos meus queridinhos da estante...
    bjs... ^^

    ResponderExcluir
  4. O nome já tinha me chamado a atenção, mas desconhecia o enredo e agora, amei muito!!! Nunca li nada com uma premissa de amor entre meninas e acho que esta leitura agregaria bastante. Não sabia do filme também, mas vou seguir seu conselho e ficar só na leitura.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muito ler esse Graphic. Eu sempre fico namorando quando eu vou na livraria, mas nunca tenho coragem de comprar.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie! Tudo bem?

    Histórias LGTB, não fazem muito a minha cabeça o único que li e gostei foi Apenas um Garoto, e esse Graphic de todos os livros lançados do gênero é aquele que menos me chama a tenção! Mas irei indicar ele para uma conhecida, tenho certeza que ela irá gostar!

    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Oiii
    Já havia visto o filme na netflix, mas não sabia que era baseado em uma HQ. Acho interessante a temática, pois na maioria dos livros que já vi com temas ou personagens homossexuais, é relatado relação de homens, raramente de mulheres, como é o enfoque deste.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?

    Eu fiquei sabendo desse quadrinho depois do lançamento do filme e da grande divulgação deste. O problema é que na época não achei para comprar e a leitura ficou para o segundo plano. Eu queria ler antes de assistir ao filme e, pelo jeito, fiz certo. Não gosto quando não adaptam uma história de uma boa maneira. Não quero uma cópia fiel do livro, pois sei que são linguagens diferentes, mas mudar totalmente o foco do assunto não me agrada.
    Enfim, sobre a história, eu queria muito conhecer o quadrinho pela quantidade de elogios que este recebeu. Nunca li nada com a temática da homossexualidade, pois infelizmente o que mais se encontra é história com relacionamentos héteros. Por isso um tema diferente, ainda mais abordando uma coisa tão comum que é homossexuais que sofrem pelo que são e tentam esconder sua sexualidade, por acreditar que é "errado", despertou minha curiosidade. Eu gosto de leituras abordando sobre o preconceito e mostrando sobre o ponto de vista do personagem, pois eu crio mais empatia sobre o assunto. Como posso falar, por exemplo, sobre o racismo se eu não sofro desse mal? Então conversando com pessoas que sofrem e lendo sobre o assunto, passamos a entender (mesmo não sentindo na pele) e a criação da empatia é natural.

    Por outro lado, obrigada pela dica, eu realmente estou curiosa para ler. Sua resenha ficou ótima e me lembrou desse quadrinho, pois havia esquecido. Verei o filme depois só pela curiosidade, mas já vou sabendo que não é uma boa adaptação.
    Abraços.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Já conhecia o filme, embora não tenha assistido. Não sabia que era HQ, achei bem bacana a proposta, bonita e bem feita. Eu acredito que é muito importante nos dias de hoje, este tema ser abordado, é necessário que mais pessoas entendam que o amor não tem sexo.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Essa história em quadrinho deve ser sensacional.
    Não tive oportunidade de ver o filme ainda, mas espero fazê-lo.
    Legal que o livro ficou bonito e fiel a história.
    Adorei a dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  11. é natural que a adaptação seja diferente, como o próprio nome diz, adaptação, ou seja, outro texto. enfim, eu já indico o filme e a HQ, os dois são ótimos.

    ResponderExcluir
  12. Uma pena que a adaptação não tenha ficado legal. O livro eu já conhecia e já queria ler. Agora mais ainda.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi Larry, tudo bem?
    Já li essa graphic novel e me surpreendi positivamente com a leitura, amei tudo nessa história! Também gostei bastante da crítica presente nela e foi impossível para mim não me emocionar com o final também. Como você, eu também odiei o filme e com certeza mudaram totalmente a mensagem que deveria ser passada nele, não encontrei nada dos sentimentos da Clementine e realmente focaram bastante nas relações carnais. Detestei! O livro é lindo e emocionante e espero que as pessoas não deixem de dar uma chance a ele se baseando nas impressões do filme.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  14. Eu ouvi falar e muito sobre o livro, e sinceramente, foi o que me afastou dos quadrinhos dele - que a princípio, quis comprar. Mas cara, deu pra ver que é totalmente diferente do que foi proposto na adaptação. E confesso que me arrependi de não tê-lo adquirido.
    Parabéns pela resenha e espero em breve poder ler essa obra.

    ResponderExcluir
  15. Hey, Catharina!

    Eu já assisti ao filme há algum tempo e adorei a história!
    Sei que você afirma que a HQ é muito melhor que o filme, mas eu não gosto de HQ, não consigo ler.
    Por ora, fico só com o filme mesmo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá, Catharina
    Eu já assisti a adaptação cinematográfica do HQ umas três vezes. Até que eu gostei, mas fiquei meio perdida no contexto. E por conta disso não consegui me conectar com as personagens. Acho que irei ler o HQ para ver se curto.
    Ótima resenha e seu blog é lindo.
    Beijos.
    Meu Livro Fantástico | Facebook

    ResponderExcluir
  17. Oi tudo bem,
    Conheço o quadrinho por indicação de amigas e tenho muita vontade de ler. Ainda não assisti ao filme, mas também pretendo, pois me foi bem recomendado e eu já estou habituada com as mudanças das obras quando adaptadas e o mostrar uma relação crua das duas personagens, não me incomoda. Pelo contrário, acho bastante interessante poder absorver a cueza dos relacionamentos.
    abraço

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Que capa perfeita! Me surpreendi em saber de que se trata de um quadrinho. Mas, claro que isso não me impedirá de conhecer a obra, pois gosto de histórias que falam de jovens, bulling, amizade, sexualidade, toda essa confusão interior que os jovens criam no decorrer de sua formação... Nos faz refletir, avaliar nossas ideias quanto a todas as questões abordadas. Fiquei curiosa e gostei da proposta!
    abs
    Ni
    Cia doleitor

    ResponderExcluir
  19. Olá! Não conhecia a Hq. A premissa é bastante interessante, e achei legal abordar temas sérios. Nos faz refletir e leva uma mensagem legal para outras pessoas. Gostei bastante da sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oi Larry.
    O que acho mais legal nessa hq é o fato de podermos encontrar facilmente correspondência no mundo real, além do título que é muito poético.
    Fiquei com muita vontade de assistir ao filme na época em que foi lançado, mas se ele muda muito o enfoque em relação ao livro, acho que é melhor ler primeiro e só depois assistir.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Oiee
    Não sabia da existencia desse HQ, e achei super interessante, é muito bom quando podemos se emocionar com a história de alguém no livro. Dica anotada
    Bjs

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Acredita que eu não sabia que era uma HQ? Eu jurava que era a adaptação de um livro...
    Várias vezes comecei a ver o filme, mas não consegui prosseguir... Ainda bem, então, já que você falou que no filme eles perdem o enfoque...
    Irei dar uma conferida nessa HQ que trata de um tema tão interessante...

    ResponderExcluir
  23. Oiii Larry, tudo bem?
    Esse é um dos HQ que mais tenho interesse em realizar a leitura, ate hoje só encontrei comentários positivos e sei que seria uma ótima pedida para mim neste momento, ótima resenha e dica super anotada.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  24. Oi.
    Eu não conhecia nem o HQ nem o filme, mas gostei muito da proposta.
    Essa questão da autodescoberta, da confusão de sentimentos e de tentar mascarar o que está sentindo.
    Gostei muito da dica e pretendo conferir em breve.

    ResponderExcluir
  25. Oi querida,
    Não sabia que tinha uma HQ da historia. Eu soube do filme, e saiba que ele não me agradou nem um pouco. Espero gostar da história escrita na HQ. Pois os personagens do filme são crus e desinibidos na historia. Isso me fez odiar o filme.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  26. Oiii!!!
    Não conhecia esse quadrinho. De uns tempos para cá, tenho gostado bastante de ler HQs, e vou incluir esse na minha lista com certeza. É uma história para refletir, conheço pessoas que passaram por algo parecido, até que um dia, finalmente decidiram aceitar o que estava realmente acontecendo. Não sabia que tinha filme, mas como você diz que não é bom, vou deixar passar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Sempre que eu vejo esse graphic eu fico com muita vontade de comprar. Eu não li a história, mas eu assisti o filme e é realmente um enredo que comove, além de ser importante de ser discutido!

    ResponderExcluir
  28. Olá!
    Eu amo histórias em quadrinhos e essa me chamou muita atenção primeiro pela capa, que é linda, e segundo por trazer a questão da homossexualidade feminina, já que é abordado com mais frequência, a masculina. Achei bem diferente e com certeza quero ler. Vai para a lista.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  29. Oi Larry, tudo bem?
    Eu já havia visto a adaptação e geralmente ela é muito elogiada, mas, se realmente formos comparar a adaptação com obra original perceberemos as grandes mudanças. De todo jeito, gosto muito do filme e agora mais que nunca quero ler a HQ.

    ResponderExcluir
  30. Oi, tudo bem?
    Gosto de HQ's e "Azul É a cor mais quente" me chamou a atenção faz um tempinho já, ao contrário de você eu acabei gostando do filme, mas mesmo assim eu vou dar uma chance para a história em quadrinhos! Acho tão bacana o romance entre as personagens e o final é tão... </3 Adorei sua resenha!

    Abraços,
    Lu - https://justificou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Olá,

    Não leio muitos livros com essa temática LGBT, até tenho interesse em alguns, porém acabo sempre escolhendo livros da minha zona de conforto. Depois que soube do lançamento do filme, e vi muitos elogios, fiquei curiosa em relação a história. Espero ter a oportunidade de ler em breve, adoro livros que são envolventes.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo