Prisma Literário: Resenha: Apenas um Garoto - Bill Konigsberg

Resenha: Apenas um Garoto - Bill Konigsberg

Sinopse: Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa. Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar para o armário e sim para nascer de novo, como uma folha em branco. O plano funciona no início, e ele chega até a fazer parte do grupo dos atletas e do time de futebol. Mas as coisas se complicam quando ele percebe que está se apaixonando por um de seus novos amigos héteros.
*Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro para divulgação. 







Apenas um Garoto é narrado em primeira pessoa por Rafe, um adolescente que contou ao seus pais que era gay aos 13 anos e nunca fez questão de esconder isso de ninguém e até então não tinha sofrido muito com esse fato e com a descoberta de sua sexualidade. Mas Rafe começa a perceber que as pessoas o tratam diferente e não é isso que Rafe quer. Quando se muda para um colégio interno, ele esconde o fato de ser gay por ansiar tanto ser tratado com normalidade como qualquer garoto hétero.

Nessa nova escola, Rafe tenta se enturmar com muitos garotos héteros da sua idade e tem sucesso, está se sentindo bem em ser o novo Rafe, por mais que isso custe esconder sua sexualidade já que quer ser visto apenas como uma pessoa normal e não como "o garoto gay", sua família não aceita muito bem o fato já que sempre o apoiaram por ser exatamente quem ele é mas logo Rafe consegue fazê-los entender.

Tudo está indo perfeitamente em sua nova escola, pois agora tem amigos que não o julgam, está praticando esportes mas logo Rafe começa a sentir uma forte atração por um de sus novos amigos héteros, e os dois estão cada vez mais próximos como amigos, o que leva Rafe a repensar sobre sua "decisão de se passar por hétero".

O livro me atraiu desde o incio pelo tema que gosto muito quando é abordado e discutido e também por essa edição tão fofa e essa sinopse simples mas cativante, Rafe é um personagem que logo consegue nossa atenção e consegue nos passar as delicias e aflições de ser quem é, tudo narrado de uma forma leve mas que nos leva a refletir não só sobre a homossexualidade como também sobre quem somos e o que os outros vêem quando nos olham.

Apesar desse livro não tratar o bullying como muitos outros romances gay tratam, o livro mostra que pessoas gays sempre terão dificuldades em se abrirem e se mostrarem do jeito que são, em sere aceitos e respeitados sem olhares estranhos alheios, críticas e julgamentos. Sinceramente, é um livro que pode dar uns tapas nas caras dependendo da pessoas que o ler, então, se preparem para uma reflexão bem interessante ao passar das páginas.

O livro pega muito na questão do "quem sou eu?" e principalmente no fato de quão incomoda uma pessoa ser gay e ser referida desse jeito o tempo todo, são chamados não só apenas de "aquele garoto" ou "aquela garota" mas sim "aquele(a) garoto(a) gay". Enfim, são temas completamente recorrentes hoje em dia em nossa sociedade que deve ser debatido e ter maior atenção, um livro que todos os jovens deveriam ler. Totalmente recomendado.

23 comentários:

  1. Oi Cat!
    A sua é a primeira resenha positiva desse livro que leio. Confesso que fiquei interessado na obra, devido ao tema polêmico e a edição linda da Arqueiro, mas desanimei porque li algumas resenhas que falaram que a autor tratou tudo com muita superficialidade, sem aprofundar os sentimentos do protagonista. E também falaram de passagens que parecem fugir demais da realidade e forçar a barra para que a vida dele seja mais fácil. Não sei, quero ler, mas fico com um pé atrás sabe. Acho que só conferindo pra ter minhas próprias visões.


    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Esse livro não me chamou muita atenção quando o vi nos lançamentos. Gosto de ver as editoras investindo nessa literatura e trazendo tanto dos dramas de quem passa por tanto preconceito.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Gostei da premissa, me lembrei até de um texto de uma moça que tem uma deficiencia fisica e nesse texto ela fala que não é a sua (nossa) lição de vida, que ela erra e acerta como todo mundo. Eu acho que a mairia dos homosexuais só querem viver suas vidas normalmente sem ser apontados seja para o bem ou para o mal, acho que isso pode irritar um pouco a militancia que normalmente prefere que sofra muito bulling sei lá porque.

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Gostei bastante da trama do livro. Ele parece ser uma leitura bem emocionante e envolvente. A capa é um mimo.
    Não costumo ler muitos livros que abordam o tema, mas estou bem curiosa para ler este.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Nossa esse livro parece ser realmente muito lindo. Adoro essa temática também e estou bem curiosa sobre o como o autor abordou o tema e sendo assim, esse livro está na minha lista :D

    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Confesso que a capa não me atraiu muito mas a trama parece ser linda e muito envolvente, falando de questões muio importantes.Uma ótima recomendação.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Cat lindona quero muito ler esse livro, fica a questão a que ponto chegamos a pessoa precisa fingir ser o que não é para ser aceita. Nesse caso do livro é o inverso ele já assumido finge ser hétero para ser aceito pelo demais. Com certeza irei ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  8. Achei a capa fofa, o livro com enredo interessante, mas não me chamou a atenção a ponto de querer conhecer mais a história. Infelizmente deixarei a dica passar dessa vez.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  9. Oiii lindinha, como vai?
    Menina confesso que estou louquinha para ler esse livro e saber como sera vida desse garoto ao decorrer da trama, gostei muito mesmo da sua resenha, sempre explicando tudinho com detalhes <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi Cat, sua linda, tudo bem?
    O problema é justamente esse o rótulo. Sabe, para mim, ele não é gay. Ele é o Rafe. A opção sexual dele não o define como pessoa. Ninguém se apresenta dizendo que é gay, ou hétero, se apresenta dizendo seu nome. O preconceito chega a ser burro. Concordo com você temos que debater o assunto e nada ver ele fingir ser o que não é. Parece ser um bom livro para isso. Sua resenha ficou ótima!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu já li vários comentários positivos sobre esse livro, mas confesso que a premissa dele não me chama a atenção.
    Ainda assim acho importante que as editoras continuem investindo em livros com temáticas como essa, é um assunto recorrente que precisa ser debatido mesmo. Gostei de saber que o livro traz boas reflexões ao leitor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Eu ainda não fiz a leitura desse livro mais como assunto recorrente para mim a temática LGBT tem ganhado força ultimamente com as editoras nacionais eu estou amando e pretendo sim comprar todos os livros que puder com essa temática inclusive esse.
    Adorei sua resenha.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não o li mas gostei muito da proposta desse livro e gostei de ver sua opinião sobre ele. Acho que ele aborda temas muito importantes e que com certeza a leitura será bem aproveitada se eu vier a lê-lo.

    ResponderExcluir
  14. Assim que a editora lançou esse livro eu já adicionei as minhas próximas leituras, ainda não tinha lido nenhuma resenha dele, então fiquei empolgada com a sua, defendo muito as causas LGBT e adoro quando vejo mais livros sendo lançados com esse tema, também ficaria do lado dos pais do Rafe em não esconder o fato dele ser gay, mas algumas pessoas não conseguem lidar com o fato de serem tratados tão diferentes, pois o preconceito é muito grande, então também entendo o lado do personagem, estou ansiosa para ler, bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá! Pela sua resenha dá pra ver que o enredo da história é excelente, contemporâneo e cria uma empatia muito grande com o leitor. É interessante ter uma leitura diferenciada de como a opção sexual de uma pessoa são rotuladas e julgadas por uma sociedade. Leitura interessante! Já li outros livros LGBT e sinceramente tenho gostado de como os temas são abordados e debatidos. Espero poder ler esse livro em breve também!
    Grande abraço!
    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá,

    Tenho visto resenhas tão positivas desse livro que a curiosidade só aumenta para ler essa obra. Gostei muito dos elementos que você apontou na história e vou anotar a dica para ler futuramente.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  17. Oi, que livro bacana. Tenho visto cada vez mais histórias a respeito do homossexualismo e isso é fantástico, porque podemos conhecer de perto e podemos muitas vezes tirar preconceitos. Esse parece um livro leve e amei a parte dos pais do personagem super apoiarem ele, isso é um grande diferencial. Espero poder ler.

    ResponderExcluir
  18. Achei o livro instigante. Lendo sua resenha fiquei imaginando "como seria a percepção de um autor adulto, vivenciando a realidade de um pré adolescente gay passando por adaptações e descobertas?" e sua dica está mais que anotada!

    ResponderExcluir
  19. Olá!

    Esse foi o primeiro romance LGBT que li e já de cara adorei! Bill traz um novo ângulo sobre como o homossexual anseia viver em sociedade, mas sem rótulos. Adorei a leitura e sempre recomendarei!

    ResponderExcluir
  20. Oiii!!

    Eu ainda não consegui ler esse livro é eu acho sensacional esse tema pois gosto de ver os debates que essas obras geram.
    A resenha está ótima! Parabéns!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi!!
    Eu já tentei ler livros com essa temática antes e não sei o que acontece comigo que eles não conseguem me envolver, por isso quando vi o lançamento nem me interessei, e olha que eu acho muito importante esse tema ser discutido cada vez mais.
    Gostei da tua resenha, mas eu passo essa leitura.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  22. Olá!

    Esse é um dos muitos lançamentos que ando desejando da Arqueiro. Além de tratar um assunto que está muito em alta no momento, é um livro - que acredito eu - ajudará a combater a homofobia. Quero muito conhecer essa história e entender melhor o que é ser uma "pessoa gay".

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Olá! Um livro com um enredo bem reflexivo e chamativo, creio que essa obra eu leria, mesmo com uma pilha gigante de livros pra ler. Apesar que esse tema já foi abordado em outros livros, porém é legal conhecer outros pontos de vistas.

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo