Resenha: A Piada Mortal - Alan Moore

07:07

Sinopse: A edição de luxo 'A Piada Mortal', do premiado roteirista Alan Moore (Watchmen, V de Vingança) conta como um dia ruim na vida de um homem pode significar a linha que separa a sanidade da loucura. Principalmente quando se trata do Coringa, o maior e mais conhecido vilão do mundo dos quadrinhos. Os desenhos de Brian Bolland (Camelot 3000), um dos maiores ilustradores dos quadrinhos, elevaram a história praticamente à perfeição retratando com maestria o mundo imaginado por Alan Moore. Mas faltava um detalhe para completar a obra. Bolland não pôde colorir a edição original, e agora, vinte anos depois, isso foi corrigido e as cores foram completamente refeitas pelo artista, seguindo fielmente a sua imaginação. Edição obrigatória para os fãs do Coringa, do Batman e dos quadrinhos.





A Piada Mortal de Alan Moore, com certeza um marco nas historias em quadrinho do Batman e talvez em todo o universo DC Comics, ouso dizer que é um dos melhores quadrinhos já produzidos e talvez um dos mais violentos.
Alan Moore, o senhor de unhas longas e cabelos compridos, mesmo que você nunca tenha ouvido falar dele eu posso apostar que já viu um filme que foi adaptado de alguma obra que ele escreveu, ele que escreveu desde Hellblazer (conhecido como: Constantine), Watchmen, V de Vingança, a liga extraordinária, o monstro do pântano, com certeza você já deve ter visto pelo menos uma dessas obras dele. Ele traz para o publico dos quadrinhos, mais uma incrível historia, dessa vez ambientada no universo de Batman.

A Piada Mortal (titulo original: Killing the joker) foi lançada no ano de 1988, com a missão de tirar uma das maiores duvidas da sociedade geek da época: "qual é a origem do coringa?" e ela cumpriu bem o seu dever, até hoje a historia apresentada nela é a aceita pelos fãs de quadrinhos do Batman e não é para menos.
Em sua historia vemos um Coringa cometendo, o que viera a ser, um dos atos mais insano já feito por ele. Nele o coringa, após fugir outra vez do Asilo de Arkham, sequestra o comissário de policia Gordon, afim de provar uma teoria muito elaborada pelo próprio coringa, de que até o homem mais sã do mundo pode ser corrompido pela loucura e acabar se tornando igual a ele. E no final do quadrinho (não irei revelar o spoiler) temos mais um embate entre Batman e Coringa, talvez um dos mais marcantes feito pelos dois, em um final tão incrível que muitos se perguntam o que exatamente aconteceu naquela noite.
Talvez um dos quadrinhos mais violentos já desenhados e escritos, A Piada Mortal traz traços nos desenhos lindos e uma tonalidade que vai demorar muito tempo para sair de sua cabeça, além de uma historia muito bem escrita que agrada tanto aos fãs mais antigos quanto aqueles que nunca abriram um quadrinho do Batman antes. E garanto que ambos ficaram igualmente impressionado com tudo que esta acontecendo no quadrinho, desde a historia de surgimento do coringa e toda a sua simplicidade até o seu desfecho.
Esse é o quadrinho referência para aqueles que querem começar a ler historias em quadrinhos ou até mesmo tem curiosidade, não recomendo ele para aqueles que tiverem a mente fraca e sim para aqueles que querem saber como é uma boa historia em quadrinho.

Poderá gostar também de

27 comentários

  1. Olá, tudo bem ?

    Eu não sou de ler quadrinhos, mas confesso que o enredo das histórias da DC, Marvel e derivados me atraem bastante.
    Gostei de conhecer...
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Allam Moore é um mito dos quadrinhos, não sou fã dele, mas reconheço sua importancia para os quadrinhos.
    Li A Piada Mortal há uns 13 anos atras, e achei muito boa, mas já li histórias do Batman bem melhores, só que lembro até hoje da piada que é contada no quadrinho, vai entender XD.
    Não sabia que o Allan também escrevreveu histórias para o Hellblazer, até agora só li as histórias do Jaime Delano, eu estou gostando bastante do quadrinho e pretendo ler muito ainda, só preciso de tempo T_T

    ResponderExcluir
  3. Olá, ótima resenha! Eu já ouvi falar bastante de A Piada Mortal, parece realmente uma história em quadrinhos muito boa! É uma hq que eu quero ler, mas ainda não consegui encaixar em minhas leituras.

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Ainda não tinha ouvido falar sobre A Piada Mortal, mas adorei conhecer um pouco mais.
    Gostei bastante da resenha, mas não gosto muito de quadrinhos, então não fiquei muito animada para ler. Mas para quem gosta acredito que irá se deliciar.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Acredita que eu nunca li nenhuma HQ de super-heróis? Tudo o que eu sei sobre o Batman e o Coringa é o que vi em séries e filmes *-* Ainda não conhecia esse quadrinho, mas fiquei curiosa para ver como é a diagramação dele, imagino que muito bonita, principalmente nas cenas de ação.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi linda, tudo bem?
    Não curto livros de quadrinhos de super-herói apesar de gostar muito de filme. Nunca li nada pois HQ me irrita um pouquinho e não tenho tanta paciência assim com eles. Prefiro filme mesmo, mais curti sua resenha. Pra quem gosta é muito legal. Beijinhos.
    https://www.facebook.com/diaryofdreamsalways.com.br/?ref=bookmarks

    ResponderExcluir
  7. Amei a sua resenha. Todos deviam fazer assim... resenha não é sinônimo de spoiler! Adorei. Amo essa HQ.
    Www.sonhosemtinta.com.br

    ResponderExcluir
  8. Hey, Larry!

    Esse mundo dos heróis e HQs não é pra mim.
    Não consigo gostar.

    Essa dica eu vou deixar passar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu já li algumas HQs, mas ainda não conferi essa.
    Eu confesso que prefiro assistir a animação desse quadrinho (já tem lá no popcorn time) do que de fato lê-lo, rs. Mas gostei bastante da dica e tô curiosa sobre a origem do Coringa.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Eu não leio HQ, nem sei pq, mas amo terror e esse já ficou como dica.
    Bjs
    www.mundoliterando.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Eu já li esse quadrinho, e adorei a história, mesmo sendo bem violenta. Lembro que foi uma leitura bem marcante. Eu sempre gostei das tramas do Batman, pois os vilões são os mais cruéis que tem.
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bem? Eu costumo ler mais revistas sabe? Acompanho e adoro o Flash dos Novos 52, mas ainda não li essa Piada Mortal. Quero ler, principalmente agora que saiu a animação!

    ResponderExcluir
  13. Oiii Larry, como vai/
    Rapaz sou completamente apaixonada por hqs, e confesso que diante disso a eu até leria por mera curiosidade, por gostar da sua resenha e saber sua opinião.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Oie

    Eu adoro quadrinhos mas ainda não li esse. O que é imperdoável, vou tentar mudar isso.
    Adoro o Batman e claro que gostaria de saber a origem do Coringa. Fiquei muito curiosa e já que você falou que esse é um dos melhores HQ.
    Sua resenha ficou excelente, morri de vontade de ler!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oie, tudo bom? Li essa HQ ano passado, mas diferente de você eu não gostei tanto. A história em si foi bem interessante, e gostei muito dos traços e cores, porém não me fisgou por completo... Gostei muito da tua resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Hello! Tudo bem?
    Nossa, que legal o post!
    Nao conhecia esse "A Piada Mortal", mas achei interessante do jeito que descreveu como um dos melhores, mas tb mais violentos.
    FIquei curiosa pra ler e quem sabe ler mais quadrinhos depois disso.
    Legal o post.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Meu namorado fala tanto nessa HQ que estou morrendo de curiosidade para conhecer a história. Pelo que você mencionou, o enredo tem traços bem violentos e uma insanidade total do Coringa. Vi que o 'filme' também está sendo divulgado recentemente, em algumas redes sociais, espero em breve conferir.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  18. Apesar de gostar muito da história do Batman e afins não curto muito HQs, eu me acostumei com os filmes, acho que se tivesse começando pelos HQs primeiro talvez seria assim né, mas de qualquer forma adorei a sua resenha pela nova obra.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá Larry tudo bem, depois da sua resenha fiquei com vontade de ler, sério mesmo, não tenho hábito, mas com certeza me chamou atenção. bjs

    ResponderExcluir
  20. Oi,
    Faz tempo que não leio histórias em quadrinho. Lendo a sua resenha fiquei com vontade de conhecer.
    Só ficaria um pouco assustada com as cenas, não é muito do meu agrado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá.
    Eu gosto de quadrinhos e fiquei curiosa pra ler esse, não sou fã do coringa, mas quero conferir os desenhos e as tonalidades marcantes que você mencionou.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  22. Sou fã de Hqs,
    irei assistir a estreia de Esquadrão suicida, e espero que o coringa mantenha a essência do que é nos quadrinhos, e até mesmo na estória entre a sua rivalidade com o Batman.

    ResponderExcluir
  23. Olá,
    Mesmo gostando bastante de HQs o universo do Batman nunca foi meu preferido.
    Acho importante o traço agradar também, parece uma boa pedida para os fãs.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  24. Larry, eu sou louca para ler essa junção maravilhosa de Batman com Alan Moore, mas ainda não consegui comprar.
    Todas as resenhas que vejo sobre A piada mortal são só elogios, assim como a sua.
    Preciso dessa hq na minha vida.

    ResponderExcluir
  25. Para quem não pode ler a HQ recomendo fortemente a animação da DC, que tem um prelúio incrível da Batgirl.
    ;)

    ResponderExcluir
  26. E ai Larry, adorei sua resenha!
    Você não sabe o quanto eu quero essa Hq faz tempo, as ela é tão cara, mas ainda irei ler :D
    Entrei nesse mundo de super heróis por causa dos filmes e já virei fã, quero começar com as hqs e acho q essa será um ótimo inicio né?

    Bjs
    Compulsão Literária

    ResponderExcluir
  27. Faz um bom tempo que não leio histórias em quadrinhos. Sempre gostei de A turma da Mônica e a Jovem também, mas os de super-heróis não chegaram a me cativar na infância. Talvez por isso eu não os tenha procurado como adulta.

    Sua resenha trouxe uma outra visão para mim e estou pensando em dar uma oportunidade.

    ResponderExcluir

Seguidores no G+

FANPAGE

Veja também