Resenha: Quem é Você, Alasca? - John Green

04:26






Sinopse:
Quem é Você, Alasca? - Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".








Miles Halter é um adolesceste inteligente e com uma rotina normal que está cansado da mesmice de sua vida, então ele pede aos seus pais para o colocarem  num colégio interno. Miles quer fazer amigos, pois em sua antiga escola não tinha muitos, aliás, a vida toda nunca foi de fazer muitos amigos. Ele coleciona "ultimas palavras" de pessoas que já morreram, então, gosta muito de ler biografias.

Em sua nova escola, logo conhece Coronel, seu companheiro de quarto e no mesmo dia, conhece também Alasca, a garota mais linda que ele já viu em toda sua vida. Coronel e Alasca são pessoas divertidas, que adoram fumar e aprontar trotes no colégio, ou seja, muito diferente de Miles que está acostumado a ler biografia e estudar, mas logo eles se tornam amigos e Miles conhece outros amigos também.

Eu tinha uma expectativa gigantesca com esse livro, imaginei que seria melhor que Cidades de Papel e A Culpa é das Estrelas, mas sinceramente, foi o que menos tive afeto durante a leitura. Eu já havia iniciado a leitura antes, mas não estava fluindo nada, abandonei antes de chegar na página 100. Depois de um tempo resolvi tentar de novo, pois estava numa época de "ressaca literária", nada do que lia, gostava e poxa, era o John Green.

Quando tentei de novo, confesso que fluiu muito mais a leitura, gostei da narrativa, do enredo e como sempre, John Green me faz dar altas gargalhadas, seja em lugar público ou não e isso é o que mais gosto nos livros do autor.

Miles é um personagem muito engraçado e bem construído, me lembrou o protagonista de Cidades de Papel - Quentin. Em alguns momentos, ele é um pouco confuso e exagerado, principalmente depois do que acontece no meio do livro. Alasca foi uma personagem que adorei, é super engraçada e não está nem ai para o que os outros pensam ou deixam de pensar, é um tanto pelicular e enigmática, a achei muito interessante.

Acho que faltou no livro um pouco mais de história sobre a Alasca, não sei se foi a intenção do autor, mas senti muita falta disso, pois Miles é apaixonado por ela, mas sabe muito pouco sobre a garota, sabe apenas que ela namora e um ou dois fatos sobre sua vida pessoal. Então, sinceramente, apesar de ter gostado muito dela, não consegui criar um afeto tão grande por falta de informações.

O livro é divertido, tocante mas um pouco repetitivo lá pelo final, pois a história só foca em um fato, que é bem chocante e claro, esperado. Talvez por ter recebido spoiler do final, não estava animada, ou algum outro fator não fez com que eu gostasse tanto quanto esperava da leitura, não foi ruim, mas também, não foi algo tão bom assim, digamos que foi mediana.

Quem é você, Alasca? É um livro bom, mas nem de longe, o melhor do John Green, imaginei que seria maravilhosamente maravilhoso, mas o classifiquei apenas como "bom" pois muitas coisas poderiam ser melhoradas na história.

Observação: Achei totalmente desnecessário a quantidade de capa e edições para esse livro, só para constar. Sou muito fã do autor, mas o livro veio a ser tratado com um clássico com a quantidade de edições que teve, apesar de bonitas e bem elaboradas, foram desnecessárias.

Poderá gostar também de

26 comentários

  1. Oi Catharina!

    Nossa, para mim esse é o melhor livro do Jonh! Juro para você! Me pegou de um jeito que eu não consigo nem explicar. E fiquei baqueada, porque não esperada que fosse acontecer o que aconteceu. Mas sei lá, achei a Alasca muito parecida comigo, pode ser que seja por isso...

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com

    ResponderExcluir
  2. Eu sou louco por esse livro, mas ai é que tá o problema, eu comprei e no mesmo dia em que o livro chegou minha prima me roubou |-; . Quero comprá-lo novamente pra ler porque necessito.

    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir
  3. Também não considerei esse o melhor livro de Green, principalmente por causa da Alasca. Talvez seja porque, assim como você, não consegui criar um vínculo com ela. As melhores partes para mim foram justamente as engraçadas. Sua resenha resumiu muito bem todos os pontos importantes do livro, gostei.
    Bjs.

    www.delirioselivros.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi flor!
    Dele só li ACEDE e pq uma amiga insistiu muito, amei o livro mas os outros dele não me interessaram. Uma outra amiga está com este e quer que eu leia, mas acho que não vou, pela sua resenha é bem capaz que eu não goste... mas talvez eu leia algum dia.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  5. Oie Catharina!!!
    perdi totalmente meu interesse pela história ao longo dos anos, lembro que quando li A Culpa é das Estrelas fiquei maluca para ler tudo do autor... mas já não me interesso pelos livros dele. rsrs
    adorei sua resenha ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oieee! Adoro o autor, mas esse livro eu nunca tive muito interesse, gostei da resenha e sobre a quantidade de capas? Tbm achei desnecessário.

    http://luxuosoestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ola, confesso que esse foi um dos melhores livros do John pra mim, eu me envolvi de tal maneira com essa história que a li rapidinho...

    Adorei sua resenha e seus argumentos em relação aos pontos negativos
    Beijos
    http://myself-here1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nunca tive a oportunidade de ler esse livro, e para falar a verdade, eu nao leria, ppis nao é o meu genero e nao gosto muito do joão verde, mas a capa, nossa a capa e muito bonita, quase que eu comprava o lovro so para ficar olhando a capa, eu gostei muito da resenha vc foi bem direta e sincere... gosto de resenhas assim...

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?

    Estou protelando a leitura deste livro há séculos. Não sei porque não sinto tanta vontade de ler no momento. Mas estou com o meu exemplar aqui esperando a vontade surgir. Eu também não entendo porque tantas edições. Haha.

    beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi. sua resenha ficou linda, mas não consegui gostar de nenhum dos livros do John Green.

    ResponderExcluir
  11. Oii
    Já li o livro e assim como você também não vi nada de mais na história. mas até achei a mensagem do livro bonitinha!
    A parte das capas até hoje não entendo!
    Bjus grande

    ResponderExcluir
  12. posso estar enganada, mas acho que Green repetiu a fórmula de Cidades de papel :S foi o único livro dele que achei legal, mas tenho receio de ler Alasca e ser 'mais do mesmo'... se vc não se empolgou de início, é improvável que vá gostar dele...

    ResponderExcluir
  13. Realmente, esse livro é o que mais tem capas e editoras diferentes! Por conta desse detalhe, pensei que seria tipo, o melhor livro do John, mas lendo agora a resenha, pude constar que é um livro bom, que podia ser melhor, ter mais detalhes e envolver mais o leitor. Tenho curiosidade em ler as obras de Green, tenho um livro de contos de Natal dele, espero ler ainda esse ano! Enfim, gostei da resenha, pena que o livro não foi tão bom quanto o esperado.

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, eu tenho esse livro e não tive a chance de ler ainda por falta de tempo mesmo, mas é um livro que tenho bastante curiosidade já que ele é muito falado por aí. Concordo com você que é desnecessário a quanta de edições e de capas desse livro.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  15. Concordo com você! Sua resenha transmitiu meus pensamentos em relação á essa obra, boa, mas podia ser melhor e tantas capas! Haha! Apesar que acho que a quantidade de capaz, foi por causa que a Martins Fontes vendeu os direitos para a Intrínsica e queriam ter estoque e aindsa continuar vendendo, portanto, eles fizeram várias capas e a Intrínsica utilizou a capa original, por isso a quantidade de edições, foi mais um jogo de ganhar dinheiro!

    Abraços e até!!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. to querendo ler esse livro, mas não no momento!!
    ah em relação aos capas não vejo nenhum problema em fazer com várias, afinal tem gente que gosta de colecionar o mesmo livro com capas diferentes, dentre outras coisas.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  17. Oee,
    Dos livros que eu li do Green esse eu considero o melhor, mas vai de cada um né :/

    Beijooos e adorei conhecer seu blog <3
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Li ACEDE e amei. Li Cidades de Papel e destei. Agora leio resenhas negativas e neutras de QEVA e digo com todas as letras que estou com muito medo de ler este e O Teorema Katherine. Espero muito não me decepcionar demais com os livros do autor.

    ResponderExcluir
  19. oieee
    primeiro livro do jhon que eu li foi ACEDE e claro amei.
    já cidades de papel e o teorema de katherine não foi uma leitura muito boa eu detestei na verdade por isso fiquei com o pé atras com "quem e você Alasca?", mais pelo contrario eu ameeeeeeei devorei o livro cada pagina me deixou com o gostinho de quero mais. leitura muito gostosa amei esse livro!
    porem gosto é gosto né tem gente que vai amar e gente que vai odiar a leitura.
    bjusss

    ResponderExcluir
  20. Oi.
    Por mais resenhas positivas que eu leia sobre esse livro, ele não desperta meu interesse.
    Concordo quanto as edições, sem lógica.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  21. Olá... tudo bem??
    Bom eu não curto a escrita do autor... li apenas um livro dele e quero ficar somente nele, pois nenhum título me chama mais atenção até agora. Bom que bom que curtiu a leitura, mesmo sendo apenas boa... nem todos os livros do mesmo autor pode agradar sempre... rs... Xero!

    ResponderExcluir
  22. Oi! Bom, ainda não li nenhum livro do John Green, mas espero ler em breve... Não gosto de ler um livro só por ser "modinha", sempre espero passar o booom e aí me dedico a leitura, sem expectativas. Gostei muito da sinceridade do seu post e como foi bem estruturado, parabéns! Beijos.

    http://eicarolleia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Catharina, tudo bom?
    Já li muitas críticas sobre esse livro e não é uma história que tenho vontade de conhecer. Eu tenho vontade de ler por causa do John Green, mas algumas coisas na narrativa parecem demais com outros livros do autor.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem?
    Esse é um dos livros que eu tenho bastante vontade de ler, o livro tem tantas edições que fica difícil escolher uma. Adoro a história que o livro trás e ele parece ser um dos melhores do Sr. Green.

    ResponderExcluir
  25. Oi, flor!
    Confesso para você que temo não gostar dessa leitura… Mesmo assim, decidi fazê-la e comprei o livro ano passado. Eu gostei tanto de ACEDE, então, esperava uma narrativa emocionante e de tom "comédia dramática" como o autor fez. Uma pena que soe repetitivo, no entanto… E uma pena que você sentiu falta de mais dados sobre a Alasca na história. Enfim, só posso torcer para gostar mais (rs).

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Oii!

    Eu já li esse livro e posso dizer que gostei muito da história ^^
    Classificaria ele como ótimo haha
    Eu gosto muito das edições que fizeram para esse livro, uma pena você ter achado "desnecessário"

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir

Seguidores no G+

FANPAGE

Veja também