Prisma Literário: Resenha: Trono de Diamante - David Eddings

Resenha: Trono de Diamante - David Eddings


Sinopse: Após dez anos de exílio, Sir Sparhawk, cavaleiro da Ordem Pandion, retorna a Elenia e encontra sua terra natal imersa em sombras. O inescrupuloso Annias, primado da Igreja e membro do Conselho Real, manipula o débil príncipe regente para governar de fato, visando seus próprios interesses. A legítima soberana, Ehlana, acometida por uma estranha doença, jaz adormecida em seu trono, protegida por uma barreira de cristal. Graças a um poderoso feitiço, seu coração ainda pulsa, mas ela não resistirá a menos que uma cura seja encontrada antes que transcorra um ano. Sparhawk parte, então, em uma busca obstinada para salvar sua rainha e seu reino, travando uma luta incessante contra o tempo, as autoridades vigentes e toda sorte de perigos – reais e sobrenaturais. Nessa jornada de luz e sombras, ele contará com a ajuda de seus irmãos de armas, de seu escudeiro fiel, de uma feiticeira, de um jovem ladrão e de uma misteriosa menininha, cujas origens são desconhecidas. Considerado por jogadores de RPG um dos melhores títulos que representam uma quest épica, o livro é o primeiro volume da trilogia Elenium.
 *Livro cedido pela Editora Aleph para divulgação.

O primeiro livro de David Eddings após 26 anos promete trazer de volta os livros com a temática de fantasia, e pelo o que pude conferir no primeiro livro da trilogia Elenium, ele realmente consegue cumprir o que prometeu.

Em O Trono de Diamante acompanhamos a jornada de Sparhawk, um cavaleiro da Ordem Padion, uma das quadro ordens de cavalaria que servem a igreja. Após retornar de seu exílio ele descobre que a princesa Ehlana, a quem ele protegia desde criança, esta sofrendo de uma doença e assim ele inicia uma busca cheia de batalhas e desafios para conseguir achar a cura e retirar o poder do clero que esta o utilizando para seus próprios propósitos.
Eu gostei bastante do inicio do livro, acho que eu não lia esse gênero de fantasia desde Herança, da saga de livros de Eragon, e eu realmente gostei do livro, com suas cenas curtas de batalhas de espada e longos dramas e historias bem trabalhada. Apesar de ter poucos diálogos, e como sabem, isso é um pouco cansativo para mim mas não atrapalhou em nada a leitura. O livro consegue prender o leitor conforme cada pagina que se passa.

Com seu inicio ao melhor estilo de livros de fantasia, mostrando o imenso mapa de Eosia, ele se inicia em um prologo contando a lenda por trás da criação de Bhellion, um artefato magico cujo poder é acessado através de dois anéis (O Lanterna verde deve ter adorado essa parte) e que depois de varias guerras e conflitos pela posse desses artefatos de grande poder, eles acabam se perdendo no tempo e virando lendas. (Dois Anéis para todos governar?...)
Após os eventos desse prologo, passamos a acompanhar a historia principal de Sir Sparhawk, um cavaleiro que me pareceu muito igual à Brom de Eragon, tanto em sua habilidade com espada quanto a seu fraco uso de magia quando necessária, mas nada de incrível como soltar raios pelas mãos e sim pequenos encantos sussurrados em línguas desconhecidas de maneira muito sutil.
Apesar de todos esses artefatos mágicos e relações que estabeleci em o livro e as obras de Tolkien, não espere ver Orcs, Elfos, anões com machados ou qualquer dragão, as únicas criaturas desse gênero que aparecem no livro são apenas em lendas dentro do próprio livro.
Se você se acostumou com historias com reviravoltas chocantes, talvez venha a estranhar O Trono de Diamante, por sua historia ser sempre linear, mas isso não torna o livro ruim, de maneira alguma, isso restaura aquela clássica leitura em que você sabe que no final tudo irá dar certo mas mesmo assim se preocupa com cada problema que o personagem enfrenta ao longo de suas viagens. Isso torna o livro uma leitura obrigatória a todo o leitor de fantasia e todos aqueles que curtem um livro que lhe da a sensação de estar em um longo RPG, com seus momentos de suspense e certos momentos de humor bem sutis.

26 comentários:

  1. Não leio muito fantasia, na verdade eu nem lembro qual foi o ultimo livro neste gênero que eu li, mas achei interessante as comparações que você fez e pelo livro ser interessante, mesmo sendo linear e não ter tantas surpresas. Quero muito ler!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Eu amo fantasias, apesar de ter lido pouco ultimamente. Tenho esse problema também com diálogos, e nesses livros o que falta em diálogos, tem de sobre em descrições de lugares, e inúmeros personagens.
    Esse livro parece ser um pouco diferente, com as criaturas que você citou. Não descarto a possibilidade de ler, pois como já falei, amo o gênero.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Já fui fã de livros nessa temática, hehe Agora não leio muito fantasia não! E pelo que você disse, que é um tipo de livro que tudo dá certo no final, fiquei curiosa, rs!♥

    Beijos.
    http://apaixonadaporleiturass.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oie Larry,

    não conhecia ainda esse livro. Aliás, essa semana vi vários livros da Aleph que me interessei. Nunca tinha batido o gênero que eu gosto de ler.
    Adorei a premissa do livro, lembra um pouco das cruzadas. Eu adorei, vou colocar na lista!

    =)

    Bjos

    Every Little Book

    ResponderExcluir
  5. Olá! Sou apaixonada pelas lendas do rei Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda. Já li muito sobre isso. Não sei se estou certa, mas pela tua resenha, percebi que há algo de semelhante entre essas lendas e a obra O Trono de Diamante. Claro que não dá para deixar de lembrar das obras do Tolkien. Olha, fiquei curiosa! Beijos!
    http://leituras-compartilhadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Larry!
    Ah livros que começam com o mapa sempre prometem!!
    Esse não é meu gênero preferido (acho que nunca li um na verdade), a capa é linda, deve ser incrível, mas eu passo rs (sou totalmente romances rs)
    Você resenha muito bem, mesmo sendo de exatas kkkk

    Bjus!
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  7. Olá, Larry
    Eu adorei a capa desse livro. Acho que já tinha visto ele antes, mas não lembrava muita coisa do enredo. Gosto muito dos livros de fantasia a lá O Senhor dos Anéis, mesmo que não tenha todo aquele mundo criado por Tolkien. Afinal cada autor cria o seu hehe. E quando falou artefato mágico acabou me ganhando de vez. É claro que vou querer ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Olha eu simplesmente desconhecia esse livro, mas gostei bastante de tudo que você contou sobre a obra, mas eu acho que esse não é um gênero que eu pegaria para ler no momento sabe? Eu estou naquela de ler livros leves agora. Mas mesmo assim achei bem interessante, até porque como se trata de fantasia, acho que seria um bom livro para ler depois.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/dia-de-quot-14-bruxa-da-noite-nora.html

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Larry!

    Tono de Diamante tem uma capa maravilhosa e uma premissa atraente. Desde que vi esse livro entre os lançamentos da Aleph fiquei com vontade de comprá-lo. A sua resenha só fez fortalecer essa vontade. Se tem um personagem que lembra Bron...já amo de forma ampla...

    Abraços!
    http://surpresasnaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Gostei bastanta da resenha. Vi esse livro na lista de lançamentos e fiquei meio receosa, achando que fosse muito parecido com As Crônicas de Gelo e Fogo. Curti :)

    Bjs
    EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir
  12. Adoro fantasia! Livros com poucos diálogos normalmente me incomodam, mas se isso não te afetou não vou fazer com que impeça a minha leitura. Amo cenas curtas e amo livros com mapas! Espero que o fato da história ser linear não me deixe entediada, porque realmente fiquei interessada em ler, se me der essa sensação de estar em um longo RPG com certeza vou gostar!

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  13. Olá... tudo bem??
    Bom eu não curto muito livros fantásticos... e por mais que você tenha demonstrado que gostou e que a leitura foi produtiva, eu sinceramente me senti perdida... rs... sua resenha ficou legal, porque você contou um pouco do enredo e do que sentiu, já eu me senti perdida, porque não entendo muito do enredo, na verdade não me chama atenção, então infelizmente essa dica não é pra mim... Xero!

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Gosto muito de fantasia, de conhecer esses novos mundo e me imaginar la, por isso sou jogadora e mestre de RPG, mas sei lá de uns anos para ca apareceu livro de fantasia em demasia e uns péssimos e acabei ficando receosa, esse parece ter uma história interessante apesar dos clichês.
    Dica anotada.

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oiee.
    Não sou muito de ler este estilo literario, mas sua resenha é bem curiosa. E creio que meu irmão iria gostar muito de ler, mesmo não tendo nada muito transformador

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  16. Oi Larry, tudo bem
    Achei essa capa linda. Adoro fantasia e já me interessei logo pelos anéis, onde eles estão. E eles precisam ficar separados, porque de posse dos dois, alguém conseguirá todos os poderes do artefato, e isso não é bom, risos... Já vi que tem muita aventura também. Só achei um pouco estranho ter poucos diálogos. Gostei muito da sua resenha, dica mais do que anotada.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi, Larry
    Eu já li muita resenha controversa sobre esse livro mas, resolvi dar uma chance
    Fora que essa capa me conquistou.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  18. Eu li o livro e adorei! Realmente não tem muitas reviravoltas, e poucos diálogos, mas não sei como fiquei muito presa à história e foi uma leitura muito rápida! Quero logo a continuação <3
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Eu li uma resenha sobre esse livro que o fez parecer o máximo… Por fim, acabei cedendo à curiosidade e o adicionei entre as obras que anseio ler. Mas confesso que vendo sua resenha, acabei me desanimando. Não imaginei que fosse uma fantasia ao estilo clássico, com uma construção linear… Hm, acho que não vou apostar nela.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oii. Adoro livro de fantasia, e esse parece conter toda uma mitologia própria e adoro isso. Mas admito que gosto de livros com reviravoltas, e já saber o final as vezes me incomoda, mas tem sempre aquele momento que a gente cansa de reviravolta e gosta de saber que vai dar tudo certo no final kkkkk. Então não vou deixar esse livro de lado não, afinal, parece ser muito bom.
    Xx

    ResponderExcluir
  21. Oi gosto de fantasia épicas e me pareceu ter isso no livro.Certo? Bom, é a primeira resenha que leio desse livro e fiquei curiosa pela leitura, só duas coisas me deixou meio que receosa, você ter citado que fans de RPG irão gostar(não curto jogar) e que tem poucos diálogos, o livro parece ser bem grosso e poucos diálogos me deixaria bem preguiçosa. Enfim, anotei a dica, quem sabe mais pra frente eu me anime.


    bjs

    ResponderExcluir
  22. Não conhecia o livro e a premissa, assim como o fato de não ter muitas reviravoltas e ainda assim ser legal me deixou bem curiosa e deu uma vontadezinha de ler.
    Confesso que ele não é meu estilo preferido, mas vou anotar a indicação já que alguns amigos - e um dos colunistas do blog são apaixonados pelo estilo.

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  23. Olá Larry!
    Adorei a resenha, realmente fez com que eu colocasse o livro na minha lista.
    Você é ótimo.

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Não conhecia esse livro, mas achei bem interessante. Parece ser algo medieval e misturado com fantasia, muito legal mesmo!
    Beijos
    http://www.vivendonoinfinito.com/

    ResponderExcluir
  25. Ooi,
    Faz um bom tempo que não leio nada de fantasia! kk Gostei muito da premissa e acho que vou dar uma chance a ele, as vezes é bom ler algo linear.

    https://corujasdebiblioteca.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  26. Oi, Larry!
    Eu não conhecia o livro, mas gosto bastante de fantasia e se tivesse oportunidade esse seria um livro que eu leria. Só teve um ponto que não me agradou, você disse que o livro tem poucos diálogos. Narrativa desse jeito tendem a ser lentas, mas se tiver uma trama boa dá pra ler com tranquilidade; espero que esse seja o caso!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo