Resenha: O Papai é Pop - Piangers

09:15

Sinopse: Então, você vai ser pai. Você sabe que precisa comprar uma casa maior. Tem que ter mais espaço pra criança. Tem que ter mais um quarto no apartamento. Tem que ter um berço novo, não pode ser aquele que a vizinha se dispôs a emprestar. Então você sabe que tem que trocar de carro, com seis airbags, no mínimo, ar-condicionado de fábrica. O que o humorista Marcos Piangers descobriu ao ser pai jovem é que essas preocupações não fazem diferença nenhuma. O que vale mesmo não é pagar pela melhor creche, se você é o último a buscar seus filhos. Não é comprar os melhores brinquedos, porque as crianças gostam mesmo é das brincadeiras que não custam nada. No fundo, o que importa mesmo, como os textos divertidos e emocionantes de Papai é Pop mostram, é você estar com seus filhos, não pensando em outra coisa, mas estar lá. De verdade.
*Livro cedido pela Editora Belas Letras para divulgação.

Piangers nos apresenta em seu livro, contos sobre sua experiência paterna com duas filhas. O Papai é Pop é um livro fino e rápido, daqueles que pegamos em meia hora e concluímos a leitura com um sorriso no rosto e muita nostalgia.

 É um livro simples que me trouxe algumas risadas e emoções. Enquanto lia, tinha o desejo de ser pai/mãe para sentir tudo aquilo que ele escrevia no papel, pois o amor e carinho que transmitiu sobre suas filhas, chegava a contagiar. Piangers deixa claro que tudo tem seu lado fácil e difícil nesse papel que a vida nos dá, mas os difíceis são compensados apenas por vê-las sorrindo.

O Papai é Pop conta com ilustrações lindas, simples e que chamam atenção, e também com algum atividades  no começo e no final do livro, mas o melhor foram os contos, todos muito engraçado e interessantes. Foi muito legal ler um livro que conta a experiência de ser pai nos dias de hoje.

Mais uma vez a Belas Letras me impressionou com o capricho na edição, nada melhor do que um livro que conta com páginas amareladas e reforçadas, com essa capa fofa e com contos que te fazem querer estar com seu pai ou poder ser pai um dia, por mais que seja uma mulher lendo, afinal, a presença de um pai na vida de uma criança é indispensável.


Então, para comemorar o dia dos pais, resolvi trazer essa resenha, espero que todos possam ler o livro e gostar como eu. E claro, vim desejar um feliz dia dos Pais para todos, para aqueles pais ausentes, para os engraçados, sérios, fofos, chatos, velhos ou novos, de primeira ou decima viagem, e para aqueles que não tem contatos com os filhos, que já tiveram, pois tenho certeza que independente de onde o pai estiver, estará pensando em seu filho, não só hoje mas todos os dias, e o mesmo vale para aqueles filhos que não tem um pai presente em sua casa.

É um dia especial, e eu estou comemorando com meu avô, o melhor pai do mundo. Mas jamais vou deixar de pensar naquele pai que me deu a vida, que apesar de não estar comigo hoje, eu tenho a certeza que me ama e que pensa em mim todos os dias assim como eu penso nele. Dias dos Pais sempre é muito difícil para mim e esse livro me fez suar um pouquinho pelos olhos, mas a cada ano que passa eu me acostumo e sei que o que vale é o que passamos e o que guardamos e aprendemos de tudo isso.

Obrigada, Pai. Obrigada, vô. E obrigada ao Piangers pela leitura tão gostosa.
Feliz dia dos Pais a todos <3

Poderá gostar também de

19 comentários

  1. Oi Catharina!

    Não me interesso muito por esse tipo de livro primeiro porque não curto muito contos, segundo porque a temática me parece muito infantil, mas adorei a homenagem que fez para os pais. As ilustrações são lindas e a Belas-Letras sempre capricha na diagramação.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Cath!

    Adorei conhecer o livro. Gosto muito de livros "juvenil", espero que se algum dia eu ler, não me arrependa.

    Espero sua visita no meu blog! :)
    http://quetal-carol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi muito falar deste livro! Já até coloquei na minha listinha de desejos! E a resenha ficou ótima! Parabéns ♥♥ Da mais vontade ainda de ler o livro hahah
    Beijinhos, Laís Scagliusi

    ResponderExcluir
  4. Oi Catharina, faz um tempinho que não apareço por aqui, né? A correria do dia a dia e a volta aulas tá me deixando louco hahaha Adorei o post e o tom de delicadeza das suas palavras! O livro tem uma premissa interessante. E me emocionei com a homenagem, sei bem como é não ter o pai por perto em uma hora dessas mas tudo bem, a gente supera e segue em frente. Adorei o post mesmo <3
    Abraços :)
    http://chamandoumleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, eu achei bem legal a proposta do livro e já vi ele em outros blogs e todo mundo elogia, acho bem legal a homenagem que faz aos pais e a leveza que o livro traz. Adorei sua resenha.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?

    Já li algumas resenhas sobre esse livro. Gosto bastante de crônicas e as ilustrações me chamaram bastante a atenção. Gostei da homenagem trazida nele aos pais. Parabéns pela resenha :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Este não me interessou, infelizmente. Mesmo gostando de crônica, não é um que leria no momento.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não sou muito chegada a crônicas, mas esse é um livro tão fofo, que precisoooo ler! :')
    Gostei das ilustrações e fiquei bem curiosa sobre a obra.
    Adorei a resenha!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?

    Que fofuraaaa!
    Super adorei desde a capa e sinopse. Haha. Eu já sou mãe de um menino de 3 anos. E é igual está na sinopse, todas essas preocupações vem a tona. Com certeza quero ler, deve ser super divertido e realista.
    Adorei a resenha.

    beijos

    http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Tenho certeza que será um bom presente de dia dos pais atrasados para alguns e uma leitura graciosa para outros aventureiros.
    Gostei da temática do livro e como vc a apresentou, não conhecia a editora, mas fiquei feliz pela dedicação de realizar algo tão bom :D

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    As ilustrações do livro estão demais e a premissa me chama muito a atenção.
    Como ainda não sou mãe, acho que lendo o livro ficaria como você, querendo ser para poder vivenciar todas as situações.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Meu amigo recebeu esse livro pra resenhar, mas ainda não postou resenha, a sua é a primeira que leio. Esse é um ótimo livro para quem vai ser papai. Ou pretende. Achei interessante as ilustrações presentes no livro. Parabéns atrasado pelo dia dos pais para o seu avô. Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Ola Cat lindona eu amei esse livro, uma linguagem simples e direta e todo o orgulho do autor em ser pai é notório em cada capítulo. Morri de rir quando ela comenta sobre os terríveis de 02 anos, o meu já está com um ano e meio rsss. Diagramação lindinha como sempre um trabalho impecável da Belas Letras. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  14. Oie!!!
    estou curiosíssima com esse livro;
    já perdi as contas de quantas resenhas positivas li sobre ele. quero vê se leio ele o mais rápido possível.
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá... tudo bem??
    Sinceramente eu abstraí o dia dos pais da minha vida... porque cresci sem pai e infelizmente minha filha também... eu não duvido que meu pai pense em mim, acho que nas condições de vida que ele leva hoje deve pensar, mas eu não penso... não tenho sentimentos... mas eu achei o livro super bacana para aqueles que são realmente pais e aqueles que ainda vão ser... achei a diagramação bonita... e vou presentear um amigo com ele... Xero!

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Eu adorei a diagramação desse livro, a Belas-Letras é show mesmo! E esse é mesmo um ótimo livro para homenagear o dia dos pais. Esse ano o nosso foi triste, pois foi o primeiro sem meu avô, que faleceu no início do ano. Ele também foi a figura mais presente de pai que tive na minha vida, desde bebê, mas eu também tive a sorte de encontrar no meu padrasto um pai de verdade, já que o biológico é a ausência em pessoa.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Catharina, tudo bom?
    Eu amei esse livro porque foi uma experiência diferente porque são várias crônicas da relação de pai e filho. A diagramação está realmente incrível e apaixonante, com o cuidado que a Belas Letras sempre teve. Perdi meu pai cedo, mas minha mãe sempre foi muito importante para mim.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?

    Eu quero muito ler esse livro. Mesmo não sendo um papai eu quero ler porque parece ser um livro bem interessante, fora a diagramação que parece linda.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Tô louca pra ler esse livro, achei a premissa interessantíssima e só li elogios a respeito da escrita do autor.
    Bjs, Isa
    http://pausaparaconversa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seguidores no G+

FANPAGE

Veja também