Resenha: Eu Sou o Mensageiro - Markus Zusak

06:21

Este post faz parte da Promoção Um Mês com Posts Todos os Dias, quem quiser participar ainda dá tempo, concorra a quatro livros bem legais. Clique aqui para participar e saber mais.


Sinopse:

Ed Kennedy leva uma vida medíocre, sem arroubos. Trabalha, joga cartas com cúmplices do tédio, apaixona-se por uma amiga que dorme com todos os vizinhos do subúrbio e divide apartamento com um cão velho. O pai alcoólatra morreu há pouco; a mãe parece desprezá-lo. Certo dia, ele impede um assalto a banco e é celebrizado pela mídia. O ato heróico tem conseqüência. Logo depois, Ed recebe enigmáticas cartas de baralho pelo correio: uma seqüência de ases de ouros, paus, espadas, copas, cada qual contendo uma série de endereços ou charadas a serem decifradas. Após certa hesitação, rende-se ao desafio. Misteriosamente levado ao encontro de pessoas em dificuldades, devassa dramas íntimos que podem ser resolvidos por ele. Uma mulher é estuprada diariamente pelo marido, enquanto uma senhora de 82 anos afoga-se em solidão, à espera do companheiro, morto há mais de meio século. A ele parece caber o papel do eleito, do salvador. Convencido disso, segue instruções e se perde entre ficções de estranhos e sua própria, embaçada, realidade. A certa altura pergunta-se: "Eu sou real?" Markus Zusak cria um personagem comovente capaz de confrontar o mistério e, por meio da solidariedade, empreender um épico que o levará ao centro de sua própria existência.

Narrado em primeira pessoa pelo protagonista da história, Ed Kennedy, o livro irá nos contar sobre sua vida medíocre e de como Ed se sente um fracassado. Aos 19 anos, tem alguns amigos que assim como ele, não tem plano algum para o futuro ou presente e que gostam de jogar cartas, Ed também tem seu cachorro, o Porteiro, sua única companhia dentro de casa, quando não está em seu trabalho como taxista, está com Porteiro ou com os amigos.

Ed é apaixonado por Audren, sua melhor amiga e companheira nos jogos de cartas, mas ela não sente o mesmo, apesar de sentir um carinho enorme por ele, mas claro que para Ed, isso não é suficiente. Além de aguentar tudo isso, também tem sua mãe, que não mora com ele, mas só liga e o vê para xinga-lo e desmerece-lo. Porém, todos esses fatos passam a mudar depois de um dia em que Ed e seus amigos estão presentes num banco durante um assalto.

Bom, até agora, foi o melhor livro que li no ano e espero que permaneça sendo até o fim do ano. Markus Zusak nos apresenta uma vida bem "superficial" e nos mostra como um rapaz pode ser rabugento ou deprimido por ter uma vida assim, mas ao mesmo tempo, ser engraçado e sarcástico.
Adorei a premissa que o autor criou, é diferente, interessante e sem dúvida, nos faz refletir sobre nossas vidas, se estamos ou não satisfeitas com ela, e mostra como podemos muda-la, é só querer e se esforçar e é isso que Ed faz quando cartas misteriosas começam a aparecer na sua caixa de correio.
"Às vezes as pessoas são bonitas. Não pela aparência física. Nem pelo que dizem. Só pelo que são."
O livro é extremamente engraçado em algumas horas, principalmente nas primeiras páginas, é uma narrativa que te prende totalmente e eu consegui me sentir ligada aos personagens, consegui me sentir dentro da história. Mas em alguns momentos, a história pode ser também, deprimente, não só pela vida que Ed leva, mas sim por certos temas que aparecem ao longo dos capítulos junto com personagens que entrarão na vida de Ed, as histórias e acontecimentos me arrepiaram. Fico muito feliz quando vejo que ele está mudando as coisas, sendo bom para si mesmo e para outras pessoas que necessitam de sua ajuda.

Os personagens foram muito bem escritos e criados, os amigos dele são ótimo e engraçados, apesar de levar uma vida como a de Ed. Sua mãe, apesar de chata, chega a ser engraçada muitas vezes durante o livro e uma certa parte da história, conseguimos entender o porque ela é assim com o único filho que é presente e a ajuda em tudo. Seu pai morreu a seis meses, mas Ed gostava muito dele por mais que ele tenha sobrevivido apenas para ser um "bêbado".

Eu não posso contar muito mais daqui, se não, perde totalmente a graça do livro, mas garanto que é uma leitura esplêndida e estou feliz por ter arriscado. S esperam algo como A Menina que Roubava Livros, tirem essa ideia da cabeça, mas tenham certeza que é tão bom quanto. Os fatos da história ainda giram na minha cabeça e estou impressionada o quanto adorei cada capítulo. Comprei esse livro numa promoção graças a uma amiga que me recomendou e elogiou tanto, muuuuito obrigada Jéssica hahaha, sério, valeu a pena!

Poderá gostar também de

30 comentários

  1. Concordo, "Eu sou o mensageiro" é extremamente diferente de "A menina que roubava livros", mas nem por isso perde em qualidade. Zusak realmente consegue nos levar pra dentro da história e fazer com que nos apeguemos ao Ed e aos outros personagens. Eu ficava lendo e torcendo intimamente para que tudo desse certo pra ele no fim, mesmo sabendo que podia ser pedir demais. haha Este é um dos meus livros favoritos até hoje, mesmo tendo lido ele há alguns ano, creio que não será muito diferente com você. ^^
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Catharina! Eu lembro que quando li "Eu Sou o Mensageiro" nem gostei tanto dele. Mas lembro que o cachorro me marcou muito, aliás foi um personagem que acabei carregando por muito tempo. Pois é, os personagens foram muito bem construídos, concordo contigo nesse ponto. Até o cachorro foi! :)
    Um beijinho!
    www.literasutra.com

    ResponderExcluir
  3. Putz! aos 19 o menino, pois ele é um menino, já se sente fracassado... nossa, quanto drama... Mas, sério, quando tinha 19 e não conseguia algo que tanto almejava ficava me sentindo mal, hoje compreendo que isso tudo é imposição social de certo e errado. Eu era meio (ou muito) azedinha, sarcástica e chata... Mas, nada melhor como experiências diárias para ir nos moldando, né?
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post, mas é de drama e eu realmente tento evitar ler livros de drama, mas mesmo assim obrigado pela dica, talvez algum dia eu leia.

    ResponderExcluir
  5. Muiito interessante a resenha
    Fiquei curiosa com o livro
    Amei a Menina que Roubava livro

    ResponderExcluir
  6. Ola Cath confesso que não consegui ler a Menina que roubava livros pois achei a escrita muito parada cansativa, lendo sua resenha percebi que esse livro parece ser uma leitura que vai fluir mais. Irei dar um crédito ao autor e ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Oi! ^^
    Tudo bem?
    A premissa chamou minha atenção, mas eu não sou de ler livros assim com tantos dramas. No entanto, pelo que você disse imagino que posso esperar a resolução dos problemas, já que o jovem protagonista resolve abraçar a causa. Vou colocar esse livro na minha lista de leituras por curiosidade e porque gosto bastante do estilo de escrita do Markus Zusak.
    Obrigada pela dica!

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
  8. Oii,
    Já prometi pra mim mesma que não vou mais ler nada dele. Li A menina que roubava livros e detestei, li A garota que eu quero e não gostei também... e mesmo que esse seja diferente não me interessou rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro. Me chamou a atenção por ser de Markus Zusak. Esse nome pesa. Outra coisa também é que os personagens são pessoas normais, simples, que a gente encontra no dia a dia.

    Espero poder ler, um dia.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Adoro a escrita de Markus Zusak e estou muito curiosa para ler esse livro. A premissa é um tanto quanto interessante e gostei de saber que nos faz pensar. Gosto muito de livros que fazem refletir.
    Espero gostar tanto quanto você.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  11. Oi Catharina tudo bem ?

    Já tinha ouvido falar do livro mas fiquei com receio de ler porque apesar de ter gostado muito de A Menina que Roubava Livros eu achei a escrita do autor ruim ai fiquei pensando se poderia ler e dar mais uma chance ou não, como gosto de livros mais dramaticos que que passam uma mensagem importante com certeza darei uma chance e espero gostar do livro assim como vc!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  12. O primeiro livro que li desse autor foi A Garota Que Eu Quero. E mesmo gostando do livro e tendo começado A Menina Que Roubava Livros, eu não me animei nem um pouco para ler nenhuma outra coisa dele, mesmo com tantas indicações.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Cath, tudo bem?
    Sua resenha está ótima, mas confesso que o livro não me chamou muito a atenção.
    Esse Ed sei lá, acho que não iria gostar muito dele não;
    BJs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oláaaa, Cath, nossa pela capa do livro ele nem me chamaria atenção, coitado do Ed que vida dura, Markus sempre com essas historias diferentes adorei, dica na wislist.
    Bjkas
    Dani Casquet - Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li esse livro, mas tenho curiosidade em ler, pois só vejo comentários positivos e ao saber que ele foi a sua melhor leitura do ano, eu fiquei ainda mais animada com a história *o* E lendo um pouco mais sobre a premissa do livro, eu fiquei bem curiosa, a mesma é bem interessante e o Ed parece ser um personagem super bacana. Enfim, gostei bastante da resenha e espero ler esse livro em breve ;)

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá!!!
    Eu amo esse livro e adoro a forma que Mark conduz seus personagens! Uma coisa interessante sobre a estrutura do livro e que ele foi escrito seguindo a quantidade de cartas do baralho,e isso enriquece sobremaneira a trama, pois por trás da narração informal que dá voz ao Ed e os destinatários dessas mensagens, como fora supracitado, o leitor é levado a uma revelação maior que é: ajudar ao próximo é o primeiro passo para ajudar a si mesmo.um livro muito bom mesmo. ^_^

    ResponderExcluir
  17. Tem um tempo que estou atras dos livros do Markus, sempre leio ótimas críticas a respeito de suas histórias e personagens, sobre O Mensageiro, gostei muito do que foi apresentado na resenha e eis outro livro que terei que incluir na minha lista de desejos, acredito que vou me emocionar bastante com essa leitura, visto que você gostou bastante e elogiou. :D

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  18. Que bom que eu li a sua resenha. Eu já tinha visto esse livro, mas ignorei por achar que não seria o meu tipo de leitura e agora ao ler a resenha percebi que o livro não tem nada com o que eu imaginei e acredito que vou gostar muito :)

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Catharina, é ótimo quando a história consegue nos colocar dentro dela, tudo fica mais real e prazeroso. Não conhecia o livro, mas vou dar uma olhada.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  20. Oi Catharina,
    Q legal o livro! N curti a capa, mas curti a resenha, gosto de livros que falam de coisas séria mas tem passagens engraçadas, e tb gosto de me surpreender com os personagens, entender depois pq certas atitudes.
    Bjos!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  21. Oi Cath,
    Eu não conhecia o livro ainda, mas o leria sem pestanejar apenas pelo nome do autor e agora
    depois a sua resenha tão rica e intensa já quero muito fazer essa leitura.
    Acho que o Marcus vem se consolidando como um grande nome, capaz de brincar com as letras e com as emoções que elas despertam.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Não conhecia esse livro, mas só de ser do Markus já é um incentivo a leitura, rs.
    Realmente, o protagonista parece ser bem diferente dos padrões, com esse jeito mais rabugento e deprimido. Fiquei curiosa, e espero me encantar também.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Tenho dois amigos que leram esse livro e um amou, o outro odiou. Sua resenha me deixou bastante curiosa, ainda mais porque só li um livro do autor e me encantei com sua escrita.

    Beijos,
    Mariana
    http://magialiteraria.net

    ResponderExcluir
  24. Oi, Cath!
    Amei a sinopse e a premissa do livro.
    A mensagem que ele passa parece ser muito bonita. Afinal, ajudar ao próximo enriquece-nos de uma maneira única. E ele deve ter se sentindo muito melhor, já que aparentemente vivia na monotonia. Eu ainda não li nada do autor, mas sempre ouço falar bem da sua escrita.

    Beijinhos!
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  25. Do autor só li A menina que roubava livros, e considero um dos melhores livros que já li, como foi uma leitura muito comovente, fiquei curiosa para conhecer uma história onde o autor tenha optado por algo divertido, acredito que eu vá gostar muito, ele escreve super bem e sua resenha elogiosa me deixou muito animada. E claro, que ter uma mensagem reflexiva é outro ponto positivo.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  26. Eu considero Markus Zusak um gênio, e ainda quero ler todas as obras dele. Só li A Menina que Roubava Livros até agora, infelizmente. Não tenho dúvidas de que O Mensageiro faz jus à todos os elogios que recebe.

    ResponderExcluir
  27. Oi Cath, tudo bem? Gostei da sua resenha, do Zusak eu só li "A Menina Que Roubava Livros" e não gostei tanto assim. Mas acho que iria gostar de "Eu Sou o Mensageiro", achei a história das cartas interessantes e como isso o levará a ajudar outras pessoas e a si mesmo. Gosto de personagens que evoluem e de tramas bem construídas, principalmente quando o autor coloca pontos mais pesados. Mas acho que com as cenas mais engraçadas, não fica tão pesado assim.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  28. Oi, adorei sua resenha, até agora só li "A menina que roubava livros" dele, e confesso ter amado, um dos melhores livros, acredito que esse seja do mesmo jeito, vou conferir.
    beijos, letrasemvida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Olá.... tudo bem?
    Sua resenha foi bem inspiradora em moça! Olha que não consegui ler A Menina que Roubava Livros... foi o único livro que abandonei... tentei várias vezes e simplesmente não rolou a história pra mim... no fim assisti o filme e amei... agora esse livro que você narrou na resenha percebi uma outra perspectiva e outro rumo... não sei se leria nesse momento, mas fiquei com uma pontinha de curiosidade... xero!!

    ResponderExcluir
  30. Sou muito fã do escritor
    E com certeza vou procurar o livro
    Eu me lembro que a menina que roubava livros tava 10 reais e com certeza vou esperar uma promoção dele pra compra
    Bjsss

    ResponderExcluir

Seguidores no G+

FANPAGE

Veja também