Prisma Literário: Resenha: As Infidelidades - Diane Brasseur

Resenha: As Infidelidades - Diane Brasseur

Este post faz parte da Promoção Um Mês com Posts Todos os Dias, quem quiser participar ainda dá tempo, concorra a quatro livros bem legais. Clique aqui para participar e saber mais.


Sinopse:
A poucas horas de viajar para Nova York com a esposa e a filha, um homem de 54 anos se fecha em seu escritório com uma dúvida: deixar a mulher com quem é casado há 19 anos ou abandonar sua jovem amante? Sozinho, angustiado e extasiado, ele relembra o que viveu desde o envolvimento com Alix, há um ano, e coloca na balança o que sente pelas duas mulheres a quem ama. Cada qual de uma maneira. É sob este ponto de vista que a história mergulha nas crises, nas dúvidas e na culpa de um homem de meia idade que ama sua mulher e sua amante, mas não a infidelidade. Seria ele capaz de abandonar a esposa? Deixaria de lado a amante para preservar sua família? Afinal, a qual das duas mulheres ele trai? Ou a infidelidade, sem a culpa, é apenas um ponto de vista? Sucesso na Europa, a história escrita por Diane Brasseur inspira e incomoda na mesma proporção que inquieta e apaixona: erotismo, receio da perda e o descontrole dos sentimentos. Afinal, todos estamos sujeitos às armadilhas de nossos desejos.

*Livro cedido pela Editora para resenha

As Infidelidades será narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de um homem que está com seus 54 anos e casado há quase 20 anos, mas sustenta um caso com uma mulher 23 anos anos mais jovem a quase um ano, Alix é sua amante, e os dois se amam, mas ele ama também sua mulher.

Prestes a viajar com a esposa, sua filha e seu pai que mora com eles, ele se tranca então em seu escritório e começa a refletir como está sua vida, pois apesar de amar as duas mulher, não ama a traição e sente que está sendo totalmente injusto com as duas, mas o medo de abandonar um relacionamento bom e duradouro o domina, mas também não quer abandonar Alix. É claramente visível nas primeiras páginas o quanto ele gosta de sua amante, pois a maior parte do livro é sobre ela e sobre o tempo que passaram juntos.

O livro é bem diferente do habitual, pois não temos diálogos, é somente os pensamentos do protagonista, além de que não sabemos o nome dele e se não me engano, o nome da mulher nem da filha é citado, se alguém já leu e estiver errada, me corrijam. Então, toda a história o único nome que aparece é de Alix.

Me atrai muito pelo tema e pela capa, gosto bastante desses temas mais forte e polêmicos, isso não é segredo para ninguém, quem me conhece ou acompanha o blog, sabe minha tará por esse tipo de livro. Eu tinha bastante expectativa, mas infelizmente, não cumpriu tanto assim, apesar de ser rápido e fino, alguns momentos o livro fica um tanto cansativo por não ter tantos diálogos.

O interessante foi ver como é o pensamento de um homem que tem medo de envelhecer e de não suprir as expectativas da amante por ser bem mais velho que ela, e principalmente, ver a culpa que ela carrega consigo, afinal, traição é traição. Um tema muuuuuuito polêmico e que é mais frequente do que imaginamos, eu sinceramente não tenho opinião formada sobre, mas eu não perdoaria se acontecesse comigo.

Bom, não é um livro que mudou minha vida ou fez tanta diferença, mas experiência foi legal, não posso recomendar a todos pois não é aquele tipo de leitura que atende a todas as necessidades, mas tenho certeza que muitos irão gostar, espero que mais que eu. Não é um livro conhecido ou divulgado, mas deveria.

22 comentários:

  1. Oi Catharina
    Lendo sua resenha me senti "sufocado" no bom sentido haha pois livros sem diálogos pra mim, geralmente se tornam cansativos. Mas é o que você falou vai com a opinião de cada um...
    Abraços :)
    www.chamandoumleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Também gostei da capa. Lembrei um pouco de "Em Louvor a Vergonha", não que tenha alguma coisa a ver, só lembrei. Acho interessante a perspectiva do livro. Discutir a traição na visão do "traidor", acho que rende muito o que falar. O conflito do personagem central e valido e curioso.

    ResponderExcluir
  3. Oii,
    Então, eu detestei essa capa e o livro também é algo que não me interessa... creio que não seria uma boa leitura rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Não gosto de livro com traição
    Sempre fico com pena da mulhe :(

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida!
    Eu não acredito no conceito de traição; acho que o livro não e interessaria... Ninguém é dono de ninguém...
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Cathy, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas o enredo me fascinou e também não estou acostumado a ler esse tipo de assunto tão polêmico em obras literárias! A sua resenha me conquistou bastante, e também acho que deveriam divulgar mais esses tipos de livros, vou ver se leio brevemente e gosto da leitura o quanto você gostou (:
    Ps: O Layout está lindo ♥

    Beijos,
    http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu não daria nada por esta capa, mas a história parece ser muito bacana. Gosto de quando um autor sabe tratar bem as crises em um relacionamento, porque espero ansioso pela solução. Eu sinceramente não queria ser o protagonista. Que decisões difíceis, não é?
    Abraço!
    www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Catharina, não rolou, acho que já fiquei com implicância com o personagem safado.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Oi Cath, tudo bem? Gostei da sua resenha, mas definitivamente não leria esse livro. Detesto traição e acho que iria ficar bem revoltada com o Alex e essa sua indecisão e querendo as duas, por medo de terminar um relacionamento duradouro com a esposa ou por deixar a amante. Sério, detesto quem pensa e age desse jeito. Então com certeza não suportaria o personagem.

    Outra coisa que eu não iria gostar é por não ter diálogos no livro, só os pensamentos dele. E uma vez que provavelmente eu não gostaria do modo de pensar do personagem, ler os pensamentos dele seria bem difícil.

    Fico feliz que tenha sido uma experiência válida para você, mas não funcionaria comigo.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  10. Oi Catharina, tudo bem?
    A premissa do livro é bem interessante, mas acho que a leitura não me agradaria pela fala de diálogos, não curto muito isso em livros.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  11. Oi, achei bem interessante e ainda não tinha lido nada sobre ele, mas mesmo sendo interessante não me chamou a atenção o suficiente para eu querer ler.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas achei bem interessante. Também curto esses temas polêmicos, e se envolver dramas familiares, melhor.
    Achei legal essa jogada do autor, de não dar nome aos personagens. Isso acaba enaltecendo a figura da amante, que ganhou um
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Cath.

    A premissa desse livro não me atrai muito. Isso de pessoas mais velhas e infidelidade. Aí depois de saber que não possui diálogos ficou mais complicado ainda eu animar tentar arriscar a leitura. Para mim a leitura seria bem tediosa. Eu passo esse livro.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR // Top Comentarista - After 1 e 2

    ResponderExcluir
  14. Oiee

    Pela sinopse também ficaria interessada mas gosto de livros que mudem minha vida que sejam mais filosóficos, não descarto a leitura as será feita bem mais para a frente!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi! Não me senti atraída pelo livro, e sinceramente não acredito que irei ler em algum momento, esta ausência de diálogos me desanima, acho que a história perde sua dinâmica.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  16. Olá, Cath tudo bem flor, então não conhecia esse livro, também aprecio livros polêmicos que envolvem essa crise familiar. Fiquei curiosa para saber como termina essa história e como ele define a vida dos personagens. Sobre o livro em si , eu tenho resistência com livros sem diálogos, me deixa agoniada, e muitas vezes a leitura se torna quase impossível.
    Julgando pela capa ele não chamaria minha atenção, mas daria uma chance por ler sua resenha, parabéns.
    Bjkas
    Dani Casquet - Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Olha, eu não acho que leria esse livro não. Eu não sou a maior fã desses livros em que o protagonista fica o tempo todo debatendo um só tema, sem diálogos. Acho mesmo esse tipo de livro cansativo.
    Mesmo assim, fico feliz que tenha gostado da leitura - apesar de não ter realmente atingido suas expectativas.
    Beijos,
    Déia
    Own Mine

    ResponderExcluir
  18. Olá!!
    De primeira assim , não fiquei meio encantada com a trama ,talvez por achar ele um livro com uma temática um tanto comprometedora,e com certeza esse é um livro que eu npasso lonje srsrsrsrsrsr mais fico feliz de vc ter gostado da leitura

    ResponderExcluir
  19. Eu já não gostei por não ter diálogos. Não consigo me imaginar lendo um livro onde só tem reflexões. Já me irrito quando leio um livro que tem menos ação e mais reflexão do personagem, então imagina só,
    E sinceramente, a premissa do livro não me interessou; um cara que se tranca no escritório pra pensar se deve largar a esposa ou a amante... Realmente eu não me daria bem com esse personagem, nem com o livro todo.

    ResponderExcluir
  20. Oieee, eu acho que não leria o livro, pois não gosto de livros sem diálogos, e apesar da premissa ser bem interessante, acho que acharia a leitura enfadonha. Porém essa capa me enganaria facilmente numa livraria, porque a capa é muito linda.

    ResponderExcluir
  21. Oie, tudo bom?
    Eu sempre me revolto com traições dentro de livros porque não concordo. Me incomoda e até me irrito com os personagens. Ah, realmente a falta de diálogos deixa o livor mais cansativo.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Deve ser bacana ter a perspectiva da pessoa que trai, normalmente as histórias se focam na pessoa traída e na sua reação diante da descoberta da traição. Mas a pessoa que trai e não vê a traição com bons olhos deve ter questionamentos muito intensos também. Mesmo com a ausência dos diálogos eu encararia este livro, pois creio que, se bem narrado, tem muitas chances de ser bom.

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo