Prisma Literário: Resenha: Pervígil - Leopoldo Sousa

ads

Resenha: Pervígil - Leopoldo Sousa

Bom dia, gente.
Bom, esta é a sexta resenha da Promoção Uma Semana com Resenhas Todos os Dias, para quem ainda não participa, cliquem aqui e saibam mais sobre a promoção que está super legal e esta bem simples de participar, então corram porque ainda dá tempo.
Espero que gostem da resenha e não deixem de comentar, quem está e quem não está na promoção.



Sinopse:
Pervígil é repleta de personagens comuns, cheios de sentimentos e sensações que todos os seres humanos têm: solidão, alegria, tristeza, confusão, sofrimento, angústia e amor. O autor fala da complexidade de todos eles, observando a estranheza do homem ao sentir tais coisas. Além de tudo, irá falar de um problema que prejudica a muitos, o qual é justamente o motivo de o livro ter sido escrito: a insônia. Afinal, quem consegue dormir quando está tomado por tantos pensamentos e reflexões sobre a vida?

*Livro cedido pelo autor para resenha.


O livro é uma reunião de crônicas e contos, alguns muito inspiradores e deliciosos de acompanhar. Outros um pouco mais complexos e intensos.
O autor soube trazer um pouco de cada assunto para o livro, escrevendo textos curtos, porém, muito bons. Gostei bastante de um que chama "Ah, os humanos", na minha opinião, foi o melhor, pois me identifiquei muito com o pensamento do autor.

"Certas pessoas podem ter sonhos bonitos e criar esperanças sobre coisas muito incertas. Bem ou mal, machucando ou curando, derramando ou contendo lágrimas, são elas que nunca serão esquecidas."

O livro é bem fino e rápido de ler, pois ter menos de 150 páginas, e nos trás mais de 30 crônicas, pois além de serem curtas, são fácil de ler, também nos faz refletir bastante, desde Drogas até Sentimentos, perdas e encontros, gostei muito disso. Adorei a narrativa do autor, em primeira pessoa.

"Como podemos viajar pelo espaço sem ver estrelas? Terra, não nego que, cada dia mais, você vem me surpreendendo."

A diagramação do livro está ótimo. Amei essa capa, pois adoro o frio, e quando li estava bem frio, foi uma ótima combinação. É um livro perfeito para ler embaixo das cobertas, junto com um chocolate quente, enquanto refletimos sobre diversas coisas.

Não encontrei erros de digitação, pelo menos não que me lembre, ou nada muito grave. Só sei que o autor caprichou no livro, foi realmente um prazer ter fechado a parceria e poder ter acompanhado a leitura. Adorei e pretendo ler muitos outros livros dele, muito obrigada, Leopoldo.

"É de surpreender o que se passa com os seres humanos. Sentem dores que grande parte dos animais não sente; inventam sentimentos e sofrem por causa delas."




7 comentários:

  1. Parece bastante interessante, adorei os temas que retrata!

    ResponderExcluir
  2. Oi Cat!

    Eita que a senhorita tá lendo contos ultimamente, né? Eu amei a capa dessa livro, que coisa mais linda! Eu gosto muito de crônicas e contos curtos (inclusive eu até costumo escrever alguns: http://corpoemtempestade.blogspot.com.br/), então provavelmente eu amaria ler esse livro!

    Beijos!
    http://roendolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. fiquei interessada pelo livro porque alem dele ser uma critica dos seres humanos, ele sabe expressar o que a gente sente/pensa.

    ResponderExcluir
  4. Oii
    Que capa linda e diferente, gostei bastante e por ser de contos gostei mais ainda, estou bem curiosa para ler e espero ler em breve, mt legal sua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Faz tempo que não leio nada de contos e ess parece ser bem interessante!!!
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  6. Menina, você realmente gosta de contos kkkkk, não vejo a hora de ter em mãos o Book Tour, e conhecer mais desse gênero. Será que o autor permite que você poste apenas um conto aqui? Seria bem legal!

    Beijos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  7. Me identifiquei bastante com livro, crônicas sempre têm uma relação direta com a realidade da gente. E o fato de ele ser narrado em primeira pessoa: Genial. A maioria dos livros hoje em dia estão em terceira pessoa, sinto falta dessa subjetividade. No mais, é uma boa pedida para os intervalos de nossas atividades. Obrigada pela dica minha cara.

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo