Prisma Literário: Resenha: Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes

Resenha: Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes


 Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.
Louisa, tem 26 anos e praticamente sustenta a casa onde mora com sua mãe, seu pai, seu avô, sua irmã e seu sobrinho, mas acaba de perder o emprego em uma lanchonete que tanto gostava e terá que arranjar outro emprego o mais rápido possível. Logo surge uma oportunidade de Louisa trabalhar para um tetraplégico. Não é o trabalho dos seus sonhos, mas mesmo assim, resolve fazer a entrevista e consegue a vaga. Assim, conhece Will, um homem de 35 anos que sofreu um acidente a um tempo e desde então, ficou tetraplégico, frio e mau-humorado.

Lou e Will não se dão muito bem, pois tudo que ela faz nunca está bom para ele, as respostas são frias e qualquer coisa ele acha um motivo para irrita-la, mas, logo Lou passa a se acostumar com isso e depois de um tempo os dois acabam formando uma amizade.
"Sei que essa não é uma história de amor como outra qualquer. Sei que há motivos para eu nem dizer isso. Mas eu amo você. De verdade."

Como eu era antes de você era um dos livros que eu mais desejava no mundo, até que ganhei e li a um tempo atrás. Sabe quando você termina o livro e tem vontade de gritar, espernear e taca-lo na parede? Pois é.

Eu já havia lido A última carta de amor da autora e tinha criado uma expectativa gigante com ele, mas não achei tudo isso. A autora sabe muito bem conquistar os leitores pela capa e pelo título, porque as duas obras tem as melhores capas que já vi e os títulos são muito bem escolhidos.

A história é bem original e diferente, fiquei feliz de ter arriscado na autora novamente apesar da minha primeira experiência não ter sido uma das melhores. Gostei logo no primeiro capítulo da protagonista e principalmente da narrativa - primeira pessoa - pois é leve e simples. Li em dois dias e a cada capítulo, conseguia me prender mais e mais.

Adorei Will, apesar de seu jeito meio chato, pois conseguimos ver como é nítido o quanto ele se sente sozinho e como o acidente mudou sua vida, o quanto ele sente falta de ser como era antes, então, conseguimos entende-lo. Gostei muito também da amizade que os protagonista foram formando ao longo do livro. Lou conseguiu adquirir muita paciência com Will e mostrar para ele que apesar de tudo, a vida é bonita e que temos que saber lidar com as frustrações.
 "Poucas coisas ainda me fazem feliz, e você é uma delas."
Katrina, irmã de Lou me surpreendeu no final, pois é uma garota muito egoísta, não que não tenha gostado dela, mas algumas atitudes que a personagem tomava, me deixa muito fula da vida. A forma que ela ajuda Lou, foi muito bonita, foi a única pessoa que esteve ao seu lado no final. O Thomas, filhinho de Katrina é um amorzinho, nas poucas vezes que ele aparece eu já me apaixonei pelo garotinho e tive vontade de arranca-lo do livro para ficar comigo.

Por incrível que pareça, consegui dar muitas risadas nesse livro, principalmente com Katrina e Thomas, as poucas coisas engraçadas me fizeram gargalhar e eu adoro quando a autora consegue fazer isso. Mas minhas gargalhadas não duraram tanto quando fui chegando um pouco para o final do livro. De repente eu já estava chorando e não foi uma vez só. As pessoas me diziam que eu iria chorar muito, então eu já imaginava o que aconteceria, mas não da forma que aconteceu, então eu posso dizer que o livro é sim muito imprevisível.
 "Sabe como é difícil não dizer nada? Quando seu corpo inteiro quer fazer o contrário?"
Sim, ele vai te fazer chorar. Algumas pessoas podem vir a odiar o livro e outras podem amá-lo. Mas assim como eu, terá pessoas que sentirão uma mistura de ódio e amor ao terminar de ler, e que mesmo assim, terá esse livro como um de seus favoritos. Sim, foi o que aconteceu comigo. Enquanto eu queria abraçar o livro, ao mesmo tempo queria joga-lo na parede.
Uma das partes que achei engraçada, só pra descontrair:
"- Mamãe... Você disse bunda.
- Não, querido, eu disse que a praia era funda."
É uma leitura super agradável - NÃO TOTALMENTE - e romântica, mas não esperam algo clichê e meloso, porque esse livro não é assim, o que me fez gostar mais ainda dele. A autora soube colocar a dose certa de romance, drama e suspense.
Adorei. Maravilhoso. Super recomendado.

23 comentários:

  1. Catharina, esse também é um dos meus livros favoritos! É uma leitura super diferente, que não tem um final exatamente feliz, mas que depende do ponto a ser analisado pelo leitor. Fui até pesquisar mais sobre as Dignitas... enfim, amei!

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. O enredo deste livro me interessa muito, parece ser uma estória linda, bem emocionante mesmo saber como a personagem ajuda e dá sentido á vida do outro. Adorei sua resenha, fiquei com mais vontade ainda de ler e me emocionar também. Achei bem legal saber que o livro também nos faz rir, parece ser mesmo uma ótima leitura!
    beijos ♥

    ResponderExcluir
  3. Esse livro deve ser maravilhoso!!! Quero mto ler

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    www.facebook.com/foreverabookaholic

    ResponderExcluir
  4. Oi, ainda não li nada desta escritora, mas já vi coisa boas sobre ela e quero muito ler.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Durante a leitura, tive relações parecidas com as suas. Em alguns momentos eu achava lindo, em outros quis jogar o livro longe! Fato é que eu li os últimos capítulos me debulhando em lágrimas.
    Essa autora é sensacional! Meu livro favorito dela é A última carta de amor. se puder leia também. Com certeza você irá gostar =)

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  6. Eu estou morrendo de vontade de ler este livro, principalmente porque a autora e ele estão sendo tão elogiados. Eu adoro livros de romance/drama, e por esse não ser meloso, é mais um motivo pra entrar na minha listinha. Além disso a capa é tão fofa. Eu sei bem o que é essa relação de amor e ódio com um livro, acontece muito comigo hahahaha
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ohhh amei sua resenha! Fiquei com vontade de ler :)

    Bjs,
    Feh
    http://blogimaginacaoliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi *-*
    Ameei sua resenha , está evoluindo a cada dia haha
    Quero muito ler esse livro <3
    Espero ler logo esse livro ;)
    Bjss
    Te espero lá : http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/2014/03/autores-parceiros-andrews-marcelo-yohana.html

    ResponderExcluir
  9. Oi Caaah!!!

    Ri na parte "sabe quando você termina o livro e tem vontade de gritar, espernear e taca-lo na parede?"
    Achei que era a única louca que sentia isso! kkkkkkkkkkkk
    As vezes dou umas batidinhas na testa com o livro.... #abafa kkkkk

    Sabe... Nunca tinha parado para ler a sinopse desse livro...
    Agora fiquei interessada!
    Estou numa fase de livros puxados para o drama...

    Beijokinhas da Giii

    ResponderExcluir
  10. oooi, eu estou louca pra ler esse livro, já vi muita resenha positiva dele e adorei a sua!
    Vou ler ele em breve.

    beijos, http://umlivronaestante.blogspot.com.br/ (:

    ResponderExcluir
  11. Eu comprei esse livro, mas estou esperando as minhas expectativas em relação a ele baixarem. Se eu ler o livro agora tenho certeza que vou me decepcionar. Eu gostei do outro livro da autora A ultima carta de amor.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Evito livros românticos por achar meloso e clichê, mas, como você disse que o livro não é assim e a premissa é interessante, talvez eu leia.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista

    ResponderExcluir
  13. Que bonitinho haha sou da opinião dos Desbravadores de Livros, também não sou muito fã de romances, mas de vez em quando a gente acha um que escapa do cilchêzão, e esse parece um deles. Parabéns!

    Samuka
    http://coupleliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Sou louca pra ler algum livro desta autora, já li tantos comentários positivos que fica impossível não ficar ansiosa.
    Depois de ler a resenha e ver que a obra mereceu até coraçãozinho, minha curiosidade só aumentou.

    bjs
    http://www.confraria-cultural.com/

    ResponderExcluir
  15. Valeu Catharina. Esse livro foi, para mim, um dos melhores do ano passado. A história é linda e marcante. Valeu pelo comentário. Adorei teu blog. Bjs.

    Visitem: www.amantesporlivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Desde o lançamento este livro me interessou e você me fez quere-lo mais ainda rsrs
    Parabéns pela resenha e pelo blog,são lindooos!

    Beijãao

    http://cantinhodatitania.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá, parabéns pela resenha! :D
    Esse livro parece ser bem interessante, pretendo lê-lo assim que der.
    Beijos, Lerissa.
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Faz tempo que quero ler livos dessa autora, inclusive esse mais ainda nao consegui comprar, gostei da sua resenha e me deixou mais interessada ainda na leitura.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Ameeei a resenha, não li nada da autora ainda, mais morro de vontade e o melhor é saber que nã existe o cliche meloso
    Brubs
    contodeumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Gostei da sua resenha, mas acho que não faz muito meu estilo literário rsrs. Já ouvi falar do livro inúmeras vezes, e, pela sua resenha, me fez lembrar de um filme que assisti há um tempão mas que não lembro o nome haha.
    Beijos,
    Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. O que aconteceu comigo e que eu fiquei revoltada e não conseguir dar uma boa nota a este livro justamente por conta do final. Que final é esse??

    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
  22. Ai ai ai, como proceder agora? Ler ou não ler? Sempre ouvi coisas boas sobre esse livro e com a sua resenha estou querendo ler mais ainda... Mas, já estou tão cansada de finais tristes, agridoces... Mas, acho que se é tão bom e tão agradável vale a pena, afinal... Já imagino o que acontece no final e apesar de não conhecer os personagens já estou triste por eles #ComoLidar?
    Ótima resenha *-*
    Debora.
    Beijos.
    http://vanille-vie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Está aí um livro que tenho vontade de ler, mas que ainda não tive coragem de comprar :/ a premissa é linda, não tenho dúvida, mas meu maior temor é justamente o fato de alguns odiarem e outros amarem. Provavelmente vou gostar, estou acostumada aos clichês, mas sinto muita falta de livros tocantes e que despertam mudanças. Não é sempre que estou preparada para chorar, rs. Vou experimentar assim que puder :)

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

LAYOUT E PROGRAMAÇÃO POR SHAIRA FOTO E DESIGN
imagem-logo