Filme: Percy Jackson e o Ladrão de Raios

06:32


Sinopse: 
Percy Jackson (Logan Lerman) é um jovem que enfrenta problemas na escola, devido ao que acredita ser dislexia e déficit de atenção. Ele foi criado por sua mãe, Sally (Catherine Keener), e vive com Gabe Ugliano (Joe Pantoliano), seu padrasto, que odeia. Após ser atacado em plena excursão escolar, é revelado a Percy que ele é um semideus, ou seja, filho do deus Poseidon (Kevin McKidd) com uma humana, e possui poderes. Protegido por Grover Underwood (Brandon T. Jackson), ele é levado ao acampamento dos meio sangue, onde está em segurança. Lá ele tem Chiron (Pierce Brosnan) como tutor e passa a treinar para se tornar um grande guerreiro. Só que Percy é acusado de ter roubado o raio de Zeus (Sean Bean), uma poderosa arma de destruição que pode fazer com que os deuses entrem em guerra. É quando Hades (Steve Coogan) visita o acampamento e oferece a Percy uma troca: que ele entregue o raio, o qual não possui, em troca da devolução de sua mãe, que faleceu em meio à fuga. Ele então parte para chegar ao Mundo Inferior, onde vivem Hades e Perséfone (Rosario Dawson), juntamente com Grover e Annabeth Chase (Alexandra Daddario), uma poderosa guerreira que conheceu no acampamento.

 Irei falar sobre a adaptação cinematográfica do livro Percy Jackson e o Ladrão de Raios.

A série Percy Jackson e os Olimpianos estava sendo um sucesso, e para alavancar ainda mais este crescimento houve a ideia de uma adaptação cinematográfica sobre o primeiro livro.





 A responsabilidade de interpretar o personagem de interpretar Percy Jackson ficou com Logan Lerman. Annabeth Chase (Alexandra Dadario), Grover (Brandon T. Jackson). Outros atores que completam a lista são: Jake Abel (Luke), Sean Bean (Zeus), Pierce Brosnan (Quíron), Kevin McKidd (Poseidon) e Uma Thurman (Medusa).
O responsável da direção do filme foi Chris Columbus.
Logan Lerman foi uma verdadeira surpresa para mim, realmente achei que ele não interpretaria o Percy Jackson tão bem como foi, um grande ator com um grande futuro pela frente.
Alexandra Dadario me impressionou, apesar de não estar tão parecida com a Annabeth no filme, não quer dizer que a sua  atuação foi ruim. Já esperava uma boa interpretação dela e realmente foi isso que ela fez.
Agora, a maior surpresa que eu tive foi saber que o Brandon T. Jackson iria interpretar o Grover, eu fiquei me perguntando: "Que diabos este homem vai fazer?". Nunca tinha escutado falar do Brandon, e quando o filme  começou eu simplesmente tirei o meu boné (no dia do filme estava usando boné), ele interpretou o Grover brilhantemente e confesso: Eu nunca tinha dado tanta importância ao Grover até ver o filme, ele ganhou uma outra forma, um novo jeito de ser visto.
Brandon merece meus aplausos.



Para todo fã do livro, o filme foi um verdadeiro desastre, existem pontos fortes no filme (como a adição de algumas cenas), porém a parte do elenco foi a que mais deixou a desejar.
A diferença de idade dos atores e dos personagens foi muito perceptível e acabou tirando um pouco da "animação" para ver o filme.
O filme é  bem divertido, mas olhando pelo lado da fidelidade com o livro é decepcionante.

A trilha sonora foi muito bem selecionada, destaque para a parte do Cassino que tem desde Elvis Presley até Lady Gaga.


 Houve muitas falhas no roteiro, a trama ficou fraca, mas por outro lado Grover (Brandon T. Jackson) foi o personagem que mais me cativou. Simples e cômico, o sátiro simplesmente encantou o público com a sua simpatia e com o seu jeito desajeitado.
O filme pode até ter sido um pouco decepcionante, mas deixou muitas pessoas contentes.
A história poderia ser um pouco mais interessante, assim como no livro, mas assim como em todo o filme baseado em livro, sempre existe algo que deixa a desejar.
O filme é super recomendado para os fãs de mitologia grega, apesar de parecer um filme típico de "Sessão da Tarde", a diversão é garantida.
Livro Wins!

Pontos fortes do filme: 
  • Diversão garantida.
  •  Versão dublada superou a original.
  • Trilha Sonora muito bem selecionada.
  • Atores capacitados.
Pontos Fracos do filme:
  • Os personagens do filme são muito mais velhos que os personagens do livro.
  • A história do livro poderia ser mais explorada.


Poderá gostar também de

7 comentários

  1. Oi !
    Amei a Resenha do Filme
    Pjo <3
    Verdade , a trilha sonora são bem legais HAHAAH
    O grover no filme é bem zueiro hahah
    Annabeth me decepcionou um pouco pois o loiro dela , as falas ;//
    Mas mesmo assim adorei seu ponto de vista !
    Abração !
    http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de ser uma ótima atriz, Alexandra Dadario deixou um pouco a desejar.
      O Grover, na minha opinião, foi a salvação desse filme rsrs
      Abraço!

      Excluir
  2. Olá.
    Finalmente primeiro post de Lucas no blog hehe.
    Eu já assisti ao filme, achei fraco também, como ainda não li a série (pois é, pode me matar kkk) não sei ao certo se pecou muito ou se não teve muito a ver com o livro, só sei que não foi como eu esperava, mesmo assim, quero muito assistir O mar de monstros.
    Ótimo post.

    Abraços!
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Finalmente um post meu \o/
      Leia a série, é bem interessante.
      O Mar de Monstros segue o mesmo caminho do Ladrão de Raios, bem fraquinho :/
      Abraço!

      Excluir
  3. Olá!
    Comecei a ler este livro, mas acabei parando...
    Nossa, nem sabia que tinha filme ^^
    Estou pensando em voltar a leitura, é super interessante :D
    Te seguindo
    Beijos
    Ariana
    http://ariabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bom?
    Ainda não li a série Percy Jackson, mas já assisti aos dois filmes. Confesso que achei a história fraca, mas quero muito ler aos livros.
    Beijos
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Esse filme foi a pior adaptação que vi na minha vida. Para quem não leu o livro, até gostou, mas para quem leu... E o pior não foi os pontos que você citou, e sim mudarem a história do livro. Não deveria ter o mesmo nome, se não as pessoas associam e pensam que é igual. Pronto falei!

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir

Seguidores no G+

FANPAGE

Veja também