Resenha: Dizem por aí - Ali Cronin

08:08



Sinopse:
Ashley sempre foi a mais descolada da turma. Aquela garota que sabe o quer - festas e mais festas - e que, diferente das amigas, nunca gastou seu tempo sonhando com príncipes encantados. Mas tudo muda quando, um dia qualquer, ela vai ao cinema com sua melhor amiga e conhece Dylan: um garoto lindo, um pouco quieto, de olhos verdes e cabelos incríveis que acaba grudando na cabeça dela. Ashley só consegue pensar naqueles jeans justos, no ar meio desinteressado, nas pernas finas... O efeito é devastador. Mas cada vez que eles se encontram, Dylan tem uma reação diferente: quando estão sozinhos, se dão bem e conversam como amigos; quando se veem nas festas, o garoto a evita. Será que isso é só timidez? Ou na verdade ele tem vergonha de ficar ao lado de uma menina como ela? Será que, no fim das contas, ela é vista como uma garota fútil? Com esse vaivém, e sem saber como agir, Ash fica cada vez mais insegura e confusa, começa a tomar decisões erradas - quem já não saiu com um pensando em esquecer o outro? - e depois, como nunca tinha acontecido antes, se sente totalmente arrependida. Gostar de alguém de verdade estava sendo mais difícil do que parecia...

Esse é o segundo livro da série Garota <3 Garoto. A resenha do primeiro livro está aqui.
A personagem principal, Ashley, aparece no primeiro livro também, e desde o primeiro ela sempre foi a mais "atirada" e que não liga para o garoto dos sonhos,não faz questão de um namorado, só quer saber de sexo sem compromisso. É uma adolescente super bonita e atraente, mas com fama ruim.


Em Dizem Por Ai, onde ela passa a ser a protagonista da história e também passa a mudar de opinião quando Dylan entra em seu caminho. Ashley se apaixona por Dylan mas percebe que ele não sente o mesmo. Ela poderia ter qualquer garoto quisesse nas mãos, mas é Dylan que ela realmente deseja.

"Eu não tinha nada a perder além da minha dignidade, que na verdade já tinha se perdido havia muito tempo."

Ashley retrata no livro o seu dia a dia e a indignação de que enquanto as mulheres ficam com fama por transar com garotos desconhecidos, os garotos ficam como garanhão. Também retrata o fato de se sentir excluída da família muitas vezes, por causa de sua irmã mais velha, que sempre foi a certinha e perfeita. E é assim que a história vai se passando. Com a insegurança e o amadurecimento da personagem. Foi uma ótima forma que a autora escolheu de "falar" com os adolescentes mais uma vez apresentando temas contemporâneos e presentes em muitas rotinas.

"Meu Deus, é só a pessoa admitir que gosta de um menino para que de repente toda a situação vire um suspense tipo Agatha Christie."

Bom, diferente do outro livro, o assunto não foca tanto assim em sexo, apesar de ter sim alguns assunto que falam bastante, mas nada comprado com o primeiro, na minha opinião.
Não tenho como entre os dois livros, porque os dois são bons e mostram pensamentos de duas garotas com personalidades completamente diferentes. Mas assim como o primeiro, quando for pegar esse livro para ler, não espere nada demais, só algo para passar o tempo.

A narrativa é bem gostosa de acompanhar e a história é bem fácil de acompanhar, um daqueles livros que dá para ler um um dia, pelo menos para mim foi super rápido, quando dei por mim, já estava nas últimas páginas e me diverti bastante lendo.

"Podem me chamar de piranha se quiserem, mas não há amiga mais legal do que eu."

Os personagens são os mesmos do primeiro livro, e foi muito bom rir novamente com eles, cada pessoa do grupo tem personalidade e histórias diferentes e mesmo assim, se dão bem e estão sempre juntos. O próximo livro será de outra integrante do grupo e estou ansiosa para ler.

Poderá gostar também de

2 comentários

  1. Oii Cathy!

    Desculpa a demora da visita!
    Eu não estava conseguindo retribuir as visitas devido à correria. :(

    Essa série não me atrai, mas a sua resenha ficou maravilhosa! Adorei! :D

    Beijos!

    ResponderExcluir

Seguidores no G+

FANPAGE

Veja também